menu
Topo

Universa

Kim Kardashian se mobiliza para libertar mulher condenada a prisão perpétua

Getty Images
Kim Kardashian se comoveu com a história de Cyntoia Brown Imagem: Getty Images

Do UOL

26/11/2017 11h53

Kim Kardashian contratou um advogado para ajudar Cyntoia Brown, condenada a prisão perpétua, quando tinha 16 anos, por matar Johnny Allen, 43, no Tennessee, nos Estados Unidos. O crime aconteceu em 2004. Obrigada a se prostituir por um homem apelidado Cut Throat (garganta cortada), ela acabou na casa de Allen, que a forçou a fazer sexo e a ameaçou dizendo ter sido "atirador no exército".

Reprodução/Twitter
Cyntoia Brown agora tem o apoio de Kim e de outras personalidades Imagem: Reprodução/Twitter
Shawn Holley, a advogada contratada por Kim, fez parte da equipe de advogados que inocentou OJ Simpson dos assassinatos de Nicole Brown e Ronald Goldman.

No Twitter, a socialite disse: "O sistema falhou. É de partir o coração ver uma mulher traficada sexualmente lutar pela própria vida e ser condenada a prisão perpétua. Temos de fazer o que é certo. Ontem, entrei em contato com os meus advogados e ver o que é possível fazer para corrigir isso". O post foi retuitado 220 mil vezes.
 
Kim foi uma das personalidades a se manifestarem a favor de Cyntoia. Rihanna, Cara Delevigne, LeBron James e Snoop Dogg também se manifestaram a favor da libertação da mulher, que hoje tem 29 anos.

Vários internautas se somaram às famosas. Eles pedem, em uma petição publicada no site Moveon.org a libertação da jovem. Até sexta-feira (24), mais de 320.000 pessoas haviam assinado.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa