menu
Topo

Universa

Maioria dos LGBTQs já sofreu violência e assédio sexual, diz estudo

Getty Images
A pesquisa ouviu mais de 3.000 participantes, maiores de 18 anos, nos Estados Unidos Imagem: Getty Images

Do UOL

25/11/2017 16h33

Uma pesquisa da National Public Radio, a fundação Robert Wood Johnson e da escola de saúde pública de Harvard concluiu que a maioria dos LGBTQs, nos Estados Unidos, já sofreu violência, assédio sexual ou foi ameaçado.

Foram ouvidos 3.453 indivíduos, maiores de 18 anos, por telefone, entre janeiro e abril.

Segundo a pesquisa, 51% dos participantes já sofreram assédio, mesmo percentual de quem já foi alvo de algum ato de violência.

Ainda de acordo com a pesquisa, um a cada cinco entrevistados evitou procurar cuidados médicos com medo de discriminação.

"Esse relatório confirma os níveis extraordinariamente elevados de violência e assédio na vida das pessoas LGBTQs. Também mostra as graves barreiras quanto ao acesso aos cuidados de saúde, especialmente das pessoas transexuais na América", afirmou Logan Casey, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo, ao site de publicações científicas "Eureka Alert".

A pesquisa ainda constatou que 22% foram discriminados ao tentarem alugar um quarto ou um apartamento ou ao procurar um imóvel para comprar.

Ao procurarem emprego, 20% relataram terem sofrido discriminação, e 22% perceberam atos discriminatórios ao pleitearem uma promoção ou equiparação salarial.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa