menu
Topo

Universa

Vera Fischer fala sobre assédio: "Tem que botar a boca no trombone mesmo!"

Divulgação/Rede Globo
Vera Fischer fala sobre assédio e "teste do sofá" Imagem: Divulgação/Rede Globo

Do UOL, em São Paulo

22/11/2017 14h49

Prestes a completar 67 anos - e desses, quase 50 de carreira -, Vera Fischer foi ao "Conversa com Bial" nessa terça-feira divulgar seu novo trabalho: ela vai interpretar Hebe Camargo na minissérie "Assédio", dirigida por Amora Mautner, que conta a história do médico Roger Abdelmassih, condenado a 181 anos de prisão por 48 estupros de 37 pacientes.

Leia mais

Durante a entrevista, Bial perguntou à atriz se, durante sua juventude no meio artístico, nos anos 1970 e 1980, ela foi vítima de assédio e do famoso "teste do sofá". "Tanto no cinema, como na televisão, eu recebi cantadas de diretores, produtores... Mas assim, eu sou espertinha, né?", respondeu. "Eu fazia cada coisa terrível como eles. Eu inventava assim: 'olha, não vai dar porque chegou a menstruação e tem muito sangue, é nojento'. A pessoa nunca mais olhava na minha cara! Aí, na semana seguinte, o outro vinha e eu falava: 'estou com uma doençazinha [sic] e pode ser que pegue, não sei'. E eu passei minha vida de jovem na televisão e no cinema assim".

"Você há de convir que é terrível uma atriz ter que recorrer a isso durante uma carreira inteira. Mas agora a maré virou [em referência às acusações de assédio que não param de pipocar em Hollywood]", indagou Bial. "É terrível! E agora [a maré] virou sério, né? Mas tem que botar a boca no trombone, mesmo!", finalizou.

 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa