menu
Topo

Universa

Michelle Obama quer que os homens deixem de ser passivos sobre assédio

Jim Cole/ AP
Imagem: Jim Cole/ AP

do UOL

20/11/2017 17h17

Depois das denúncias contra o empresário de Hollywood Harvey Wenstein, uma onda de novas acusações vem surgindo e não são poucos os famosos acusados de assédio. Com a #MeToo ("Eu também", em inglês), milhares de mulheres -- famosas ou não -- têm relatado os abusos sofridos.

Veja também

A ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, deu um discurso na última semana para estimular as mulheres a seguirem fortes e também os homens a assumirem um papel mais ativo para lidar com o assunto. "Não consigo deixar claro o quão doente fico com isso", disse. "Quanto mais eu vejo verdades sendo reveladas, verdades que todas nós mulheres sabemos que estão aí, vejo que existe muita coisa feia aí fora".

Ela ainda reforçou o quanto o trabalho para fortalecer as mulheres ainda é árduo e destacou que os homens precisam tomar uma atitude também. "Eu estou falando com os homens, que não podem ser observadores inocentes e complacentes, apenas vendo isso acontecer".

 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa