menu
Topo

Mães e filhos

Depressão e mais: palmadas na infância podem levar a transtornos mentais

Getty Images
Criança, abuso físico, castigo, surra, palmada, violência doméstica Imagem: Getty Images

Do UOL

16/11/2017 18h14

Depressão, abuso de álcool e outras substâncias e até tentativas de suicídio. Crianças que apanham na infância têm mais chances de desenvolver estes transtornos mentais na vida adulta, afirma um estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

A pesquisa, divulgada neste mês, ouviu 8.300 adultos de 19 a 97 anos. Os entrevistados responderam com que frequência levavam palmadas na infância e adolescência, como era a convivência familiar e se um adulto praticou tanto abuso físico (como empurrões e tapas) ou emocional (como xingamentos e palavrões).

Veja também

O grupo dos que contaram ter apanhado na infância, que representa 55% dos ouvidos, apresentou maior ocorrência de depressão e outros problemas de saúde mental, descobriram os pesquisadores.

Os pesquisadores notaram que tanto quem levou palmadas na infância quanto quem sofreu outros abusos físicos têm mais chances de desenvolver os mesmos problemas de saúde mental. Por isso, os estudiosos defendem que o uso de força física com a intenção de causar dor à criança para corrigir ou controlar seu comportamento seja considerado abuso físico e emocional.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!