menu
Topo

Sexo

Mulheres buscam mais por ejaculação feminina, revela site pornô

Getty Images/Vetta
Imagem: Getty Images/Vetta

Do UOL, em São Paulo

15/11/2017 17h07

A procura por vídeos que contenham o fenômeno do "squirting", termo usado para descrever a ejaculação feminina, tem aumentado nos últimos sete anos, conforme revelou o Pornhub, uma das maiores plataformas do gênero, na última quinta (9).

A grande novidade? O estudo mostra que há 44% a mais de chance do termo ser buscado por mulheres do que por homens no site.

De acordo com as estatísticas publicadas, há 7% a mais de chance de que uma pessoa que busque por "squirting" tenha de 18 a 24 anos de idade. Em segundo lugar vem usuários com 25 a 34 anos, que tem 4% mais chance de assistir a vídeos desse tipo.

Veja também

O Brasil ficou de fora da lista de países que mais procuram por filmes com cenas de ejaculação feminina. Apesar disso, nós temos vizinhos empenhados nesse campo de estudo. O país mais interessado no "squirting" é a Colômbia. Logo depois, vem a África do Sul. Em terceiro, outro país vizinho: a Venezuela.

Existe ejaculação feminina?

A curiosidade em assistir vídeos de "squirting" tem sentido, especialmente entre mulheres. Não são todas que conseguem reproduzir a chamada ejaculação feminina. As pesquisas científicas também divergem sobre o feito. Suspeita-se de que há mais de um tipo de "squirting", que muda de acordo com características físicas de cada mulher. Há até mesmo pesquisas que mostram que o líquido expelido pode ter uma dose significativa de urina.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!