menu
Topo

Carreira e finanças

Esses 8 motivos podem estar dificultando sua promoção no trabalho atual

iStock
Imagem: iStock

Claudia Dias

Colaboração com o UOL

06/11/2017 04h00

Considere os fatos: você está na empresa há um bom tempo e não percebe nenhum sinal de que dará um passo adiante ali dentro. Enquanto isso, a dúvida cruel sobre a desejada promoção te persegue mas, para completar, não recebe um mínimo feedback do seu chefe sobre seu desempenho. O que fazer nestas horas?

Experimente uma autoanálise e avalie se está cometendo alguma das seguintes falhas. Segundo profissionais especializados em gestão de pessoas e carreiras, tais situações podem estar minando qualquer chance de crescer profissionalmente.

1. Não ir além da sua responsabilidade

Você cumpre só o que te mandam fazer, sem propor ideias ou mesmo ajuda ao colega da baia ao lado? Não espere ser valorizado. Para o administrador Alexsandro Nascimento, master coach e idealizador do Carreiras em Alta, este é o perfil de alguém não consegue gerar valor de forma diferenciada para a empresa. A psicóloga Bia Nóbrega, coach, mentora e palestrante, reforça: "Para ser promovido, todo profissional precisa atender à expectativa para a qual foi contratado, que é o mínimo desejado, e gerar valor adicional, seja entregando mais do que o esperado e/ou melhor - ou seja, menor prazo e/ou menor custo e/ou com maior qualidade -, sem ter que fazer horas extras para isso", exemplifica.

2. Não investir na carreira

Esqueça a ideia de que as organizações são responsáveis pela gestão da carreira e desenvolvimento profissional de cada funcionário. "Está ultrapassada", sentencia Deise Gomes, consultoria de gestão de pessoas e RH, gerente executiva da unidade de Curitiba da Thomas Case & Associados. Segundo ela, cabe ao profissional assumir a direção da própria carreira, inclusive cuidar de sua competitividade e desenvolvimento profissional.

Veja também

3. Não vender seu peixe

Já ouviu aquela máxima de marketing pessoal do "não basta botar o ovo, tem que cacarejar"? Pois é. Se você faz tudo da melhor maneira possível, mas ninguém fica sabendo disso, jamais será lembrado como deveria. "É claro que gerar bons resultados e ter boas competências técnicas são importantes, mas engana-se o profissional que acredita que não precisa promover seu trabalho. O ideal é ter equilíbrio entre geração de resultados e marketing pessoal", avisa Deise.

4. Esperar que a empresa se adapte ao seu estilo

Parece falha óbvia, mas é muito mais recorrente do que se imagina, de acordo com o administrador Alexsandro Nascimento. "Empresas têm suas culturas e, quanto mais rápido um profissional compreender que é ele quem precisa se adaptar à empresa, e não o contrário, isso aumentará as chances de sucesso dele e, consequentemente, de promoção", garante.

5. Não se comunicar bem

Quem não é visto - ou ouvido - não é lembrado. Ou seja, se você não sabe conversar com seu colega, sua equipe ou sua chefia, de nada adianta dominar qualquer assunto ou ser "o cara" com determinado conhecimento. "O melhor médico não é o que sabe tudo sobre medicina, mas o que se relaciona melhor com seus pacientes. O melhor advogado não é o que conhece tudo sobre leis, mas o que se relaciona melhor com juiz, com júri e os clientes, passando confiança. Têm sucesso as pessoas que sabem se comunicar, que contam histórias e são envolventes", aponta Silvia Patriani, diretora do Grupo Patriani, especialista em gestão de pessoas e construção de carreira,

6. Não se conhecer

Se você não sabe seus pontos fortes, para tirar melhor proveito deles, e seus pontos fracos, para melhorá-los, taí uma boa razão para sua carreira estar emperrada. "Autoconhecimento é a base para o sucesso, tanto na vida pessoal quanto na profissional", salienta a psicóloga Bia Nóbrega, coach, mentora e palestrante.

7. Descumprir o dress code

Se todos os funcionários costumam usar gravata, você descarta o item do vestuário. Se frequenta um ambiente muito formal, decide ir de bermuda e tatuagens à vista em determinado dia de calor. "Cada empresa tem sua cultura e cada cultura, obviamente, tem que ser respeitada", explica Bernt Entschev, headhunter, consultor de carreiras e autor de vários livros sobre gestão de pessoas.

8. Não assumir a culpa

Errou? Admita e assuma a responsabilidade. Jamais transforme a situação em culpa coletiva ou muito menos responsabilize outra pessoa. Também não justifique o erro com desculpas do tipo: falta de tempo, pressão etc. "Pessoa que não é capaz de assumir algo de errado também não assume posições de comando", aponta Bernet Entschev.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!