menu
Topo

Beleza


Modelos plus size mostram como fotos modificadas podem enganar

Reprodução/Instagram
Diana Siroka e a amiga e também modelo plus size Callie Thorpe em foto modificada (à esq.) e sem filtros Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL

27/10/2017 10h33

Diana Sirokai e Callie Thorpe não são novatas no mundo da moda plus size e já estão cansadas de saber os efeitos que um programa de edição de fotos pode proporcionar. Mas e você? Sabe como as campanhas e revistas podem distorcer o corpo de suas modelos?

Veja também

"Ficamos maravilhosas das duas maneiras. A proposta disso é mostrar como as revistas e a mídia levam a edição a outro nível. Modelos e celebridades não se parecem nem com elas mesmas. Nós vivemos em um mundo tão falso que é hora de trazermos o real de volta. Acredite em quem você é e arrase", diz Diana em sua conta no Instagram.

Callie concordou. "Não é à toa que as mulheres estão cada vez mais inseguras. Por anos elas foram submetidas a imagens alteradas pela mídia. Queremos mostrar às mulheres que é ok parecer ‘normal’ com celulite, estrias e barriguinha que não é tanquinho. Seja feliz com o que você é", disse.

A fotógrafa responsável pela edição das imagens, a pedido das modelos, também faz coro. "Eu sempre me odiei pelos quilinhos a mais e agora é hora de proteger as meninas de perderem a confiança, da anorexia, bulimia e muitos outros problemas psicológicos. Eu não digo que devemos engordar porque é a nova moda. Minha urgência é ajudar as meninas a encontrarem suas belezas interiores e provarem que elas todas são únicas", afirma Karizza.