menu
Topo

Beleza

Cápsulas de beleza: posso escolher uma na farmácia? Tire suas dúvidas

Getty Images
Antes de escolher um suplemento, consulte um médico Imagem: Getty Images

Paula Roschel

Colaboração para o UOL

05/10/2017 04h00

Parece até mágica tomar doses de vitaminas, óleos e outras substâncias isoladas; os famosos suplementos, ou em conjunto; chamados de nutracêuticos, e com isso tratar a pele, se proteger das ações nocivas dos raios solares, ter a celulite reduzida e até a hidratação potencializada. Só que com tantas promessas e novidades é preciso muita cautela, pois a escolha não é tão simples quanto parece. Abaixo, com ajuda de especialistas, desvendamos as principais dúvidas sobre esses produtos:

Posso escolher livremente, já que são vendidos sem prescrição médica na farmácia?

Não. Para a nutricionista Chris Castro, as chamadas cápsulas de beleza funcionam efetivamente, porém para descobrir qual é a indicada é necessário passar por consulta com médico ou nutricionista: “Não caia na tentação de sair comprando ou consumindo produtos, pois hoje existem várias opções no mercado, mas cada um com o seu objetivo e sua recomendação. Essas formulações são uma forma de potencializar a ingestão de nutrientes que têm ação comprovada na beleza”, explica. Outro ponto delicado é se essas substâncias podem engordar quem consome. No caso dos óleos, como o de coco, é importante ter recomendação médica e seguir o que indica a bula, para não ingerir uma quantidade exagerada e sem propósito.

Já consigo perceber os benefícios nos primeiros dias de uso?

Não. Para ver o efeito é necessário um período mínimo de consumo de 90 dias, segundo a dermatologista Carla Vidal: “O organismo precisa ter tempo para assimilar o que está sendo consumido e os resultados não são vistos nos primeiros 30 dias, muitas vezes. Isso porque, para que a pessoa perceba externamente a melhora, o corpo precisa já estar em perfeito funcionamento com a medicação complementar. Antes disso, pode haver frustração, uma vez que os resultados podem não ser os esperados”, afirma.

Óleo de prímula hidrata a pele de dentro para fora?

Sim. Marcella Lopes, nutricionista e sócia do Kajh Spa, conta que estudos demonstram que a suplementação por algumas semanas com o óleo contribui para hidratação, elasticidade e firmeza da pele.

Preciso usar filtro solar convencional mesmo ingerindo protetor solar em cápsula?

Sim. Uma tendência inusitada, mas efetiva, ganhou dermatologistas que querem aumentar a proteção de seus pacientes frente aos raios solares. Tendo opções prontas ou manipuladas, o protetor em cápsula, entretanto, não deve ser usado isoladamente: “O protetor em cápsula não substitui o modelo convencional devido ao bloqueio físico, mas, quando usado em conjunto, tem efeitos surpreendentes”, afirma a dermatologista Isabella Rezende Yared. "Quando os raios solares batem no rosto eles produzem os radicais livres, que acabam destruindo o colágeno e as fibras elásticas. A cápsula é importante, pois contém os antioxidantes que protegem a pele desse malefício”, complementa.

É melhor usar cápsula manipulada do que as que compramos na farmácia?

Depende. “Os manipulados são medicamentos personalizados. O médico pode colocar numa única cápsula um conjunto de ativos que tenham múltiplas funções. Por exemplo: em uma única cápsula podemos manipular o protetor solar via oral aliado a um ativo que seja antioxidante. O mesmo não acontece com os medicamentos prontos, que são divididos por tratamentos. Mas o manipulado não invalida os produtos prontos… use aquilo que seu médico achar o mais indicado ou aquilo que melhor se encaixa em seu poder aquisitivo” esclarece Carla Vidal.

Existe idade mínima para começar a tomar vitaminas?

Não. Marcella Lopes explica que não há uma idade específica para começar o uso, porém ressalta que um profissional capacitado deve avaliar as necessidades do paciente, levando em consideração vários aspectos, inclusive a idade.

Dá para minimizar a celulite usando nutracêuticos?

Sim. Para Carla Vidal, o mercado produz cápsulas para diversos problemas, porém elas não funcionam sozinhas. No caso da celulite, não existem milagres. Além de tomar essas doses de beleza, que de fato podem funcionar, é imprescindível cuidar da alimentação, praticar exercícios físicos regularmente e cuidar da pele. “Existem várias opções no mercado que ajudam a reduzir a celulite. No geral são fontes de nutrientes que reduzem a inflamação das células (ex.: ômega 3) e aumentam a produção de colágeno e elastina (ex.: colágeno hidrolisado)”, completa a nutricionista Chris Castro.

Consumir vitamina em excesso pode ser prejudicial à saúde?

Sim. “A toxicidade é prejudicial. Por exemplo: excesso de vitamina B12 (raro, mas pode acontecer) pode provocar alterações no baço. Excesso de vitamina C pode provocar diarreia e dor abdominal. Além disso, a capacidade absortiva do organismo é limitada, sendo o excesso eliminado na urina,” alerta Marcella Lopes.

Ativos encontrados em farmácias de manipulação

Morosil - extrato obtido do suco da laranja vermelha Moro. Rico em bioativos que auxiliam na redução da gordura abdominal e com antioxidante para prevenir a obesidade.

Cacti-Nea - diurético que age sem diminuir a quantidade de mineral do corpo e com função antioxidante. Ficou conhecido popularmente como “Drenagem Linfática em Cápsulas” por auxiliar na diminuição da sensação de inchaço e eliminação de toxinas. Também ajuda na redução significativa do peso e age no combate à celulite.

Lacto-Licopeno - complexo que auxilia na proteção contra a radiação UVB e renovação celular, deixando a pele mais macia e luminosa.

Actrisave - ativo extraído do arroz negro e da flor do cacto para favorecer a redução da oleosidade da pele e controlando a microbiota cutânea, evitando o surgimento de espinhas.

 

Confira abaixo opções disponíveis em farmácias:

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!