menu
Topo

Universa

Diversidade na moda: modelo deficiente auditivo estreia na SPFW

Rafa Borges | Agência Fotosite/Divulgação
Davi Bona Imagem: Rafa Borges | Agência Fotosite/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

30/08/2017 17h42

A semana de moda paulistana é uma das principais vitrines para modelos que buscam se lançar nas carreiras internacionais. O caso de Davi Bona, modelo paulista de 23 anos, não é diferente. Sua estreia nessa SPFW, no entanto, chamou atenção por outro motivo: Davi é deficiente auditivo. 

Quando tinha apenas sete meses de vida, ele teve uma meningite bacteriana e ficou com sequelas da doença. Ele estudou em escolas especiais na infância e aprendeu Libras, língua brasileira de sinais, ainda pequeno. 

Sua relação com a moda começou por influência do irmão, o também modelo André Bona, que já desfilou para grifes como Armani e Prada. "Comecei vendo o trabalho do meu irmão, aos 20 anos. Participei de duas semanas de moda em Vitória, no Espírito Santo”, conta.

Davi, que fez sua estreia nessa segunda-feira, no desfile de João Pimenta, conta que nunca sentiu preconceito no meio, apesar das falhas de comunicação. "Não é muito fácil, não. As pessoas têm dificuldade em me entender. Acho que tem que ter esforço e boa vontade de todos, mas trabalhos nesta área são concorridos e difíceis para qualquer um”.

Um sonho para o futuro? “Fazer trabalhos na Itália”.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa