menu
Topo

Universa

Aos 72 anos, atriz Helen Mirren aconselha jovens a xingarem mais

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL

14/08/2017 11h49

Quando a gente crescer, queremos ser Helen Mirren. Capa da revista “Allure” de setembro, a atriz britânica não tem filtros na hora de falar de beleza, idade e feminismo, além de ter o melhor conselho para a juventude.

Na entrevista à publicação americana, Helen diz que teria dito mais "foda-se" e teria sido menos educada. "É difícil explicar quão difícil é superar a cultura. Você se torna a voz da selvageria e ninguém quer te escutar", conclui.

Aos 72 anos, Helen não quer ser tratada como muitos pensam que está de acordo com a sua idade: “Odeio quando me cedem assentos. Não, não, não. Não quero o seu lugar”.

Beleza nada óbvia

"Quando jovem me sentia um cliché de sensualidade: loira, seios, cintura, que eu odiava na época porque não era fashion. Você tinha que ser magra e fumar e só usar preto. E eu nunca me encaixaria naquele look. Eu não era a Twiggy", disse.

"Pode ser que sejamos atraentes, interessantes ou fascinantes, mas 90% das mulheres não são o que chamam de linda. Claro que a beleza está dentro, mas ainda é uma palavra. Quando é vinculada a fotos de roupas incríveis em mulheres que podem usar aquilo, é intimidante para o resto de nós", afirma a atriz, considerada um dos maiores símbolos de beleza madura.

Feminismo

A artista se considera uma feminista orgulhosa hoje, mas tem uma história complicada com o movimento. “Não estava muito no feminismo dos anos 60 e 70, pois gostava de maquiagem e saltos altos e isso era ‘jogar pelo patriarcado’. À medida que as coisas foram se desenvolvendo, eles perceberam que vestidos bonitos, saltos e maquiagem não vai te impedir de ser feminista”, declara.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa