menu
Topo

Beleza

Pele limpa e sem óleo? Aposte no carvão ativado, novo queridinho da beleza

iStock
Imagem: iStock

Paula Roschel

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/07/2017 04h00

Limpar profundamente, controlar a oleosidade e ajudar a combater os efeitos nocivos da poluição: essas são algumas das características que fizeram do carvão ativado o novo queridinho das fórmulas de beleza. Confira algumas curiosidades e usos do componente do momento:

É ótimo para peles mistas e oleosas

O carvão ativado é um aliado e tanto para quem sofre com excesso de óleo ou cravos: “Ele tem como ação principal remover impurezas, porque as absorve por meio de sua porosidade. É indicado para fazer uma limpeza mais profunda, tirando o aspecto oleoso e sujo”, explica a dermatologista Mônica Aribi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A especialista também o indica em outra situação: "Como ele tem essa ação de limpeza, também é utilizado em produtos antipoluição, para pessoas que estão muito expostas à fumaça", finaliza.

Não tem relação com o carvão do churrasco

O carvão da beleza não é o mesmo do churrasco: "Existe o vegetal e o ativado. O vegetal é usado como combustível, no fogo, já o ativado é oriundo de determinadas madeiras de aspecto mole, queimadas a temperaturas de 800ºC a 1000ºC e num ambiente com baixo teor de oxigênio, o que serve para preservar a matéria e manter a porosidade do carvão. Essa porosidade é responsável por remover, de forma seletiva, diversos tipos de gases, líquidos e impurezas", esclarece Sueli Szterling, esteticista do Espaço Kurma, de São Paulo.

É usado desde o Antigo Egito

O uso do carvão ativado para fins medicinais e estéticos data do Antigo Egito, com relatos do seu uso documentado em papiro, segundo a farmacêutica e especialista em cosméticos Cláudia Coral. Há cerca de cinco anos ele voltou a ser uma febre no mercado cosmético japonês. Daí foi um passo para as vizinhas coreanas, rainhas da beleza asiática, popularizarem o uso pelo mundo todo.

Use-o com moderação

É preciso cuidado ao incluir o carvão ativado na rotina diária, para que ele não retire a proteção natural da pele, já que esfoliantes com o ativo são potentes: "Se o carvão ativado estiver num meio que também reponha o manto hidrolipídico, com Vitaminas e ácido Hialurônico, ele pode ser usado todos os dias. Agora o carvão em formulação pura deve ser utilizado 3 vezes por semana, no máximo", alerta Mônica Aribi.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!