menu
Topo

Universa

Bicho também tem gripe: 7 dicas para cuidar do seu no inverno

Getty Images
Imagem: Getty Images

Helena Bertho

do UOL

18/07/2017 04h00

Eles têm pelo, mas sentem frio. Seus bichinhos também precisam se aquecer no inverno. As baixas temperaturas podem fazer mal à saúde deles e causar doenças, sem falar que passar frio nunca é bom, né? Mas para manter seus amigos quentinhos, é preciso mais do que colocar uma roupinha. Confira as dicas:

Getty Images
Imagem: Getty Images
1. Casinha protegida

Não importa se ele é peludo ou não: seu bicho precisa ter um lugar coberto e fechado para dormir. Se ele fica no quintal, precisa de uma casinha. Mas um detalhe é importante: lembrar de posicioná-la fora do caminho do vento. Pode ser uma boa ideia deixá-la virada para uma parede, por exemplo, mas de uma forma que não prenda o bicho lá dentro.

 

Getty Images
Imagem: Getty Images
2. Roupinha não é para todos

Se o pelo do seu animal for curtinho, as roupinhas podem ser uma boa. Mas nem todos precisam delas e podem ficar desconfortáveis. Gatos, por exemplo, sempre encontram um lugar quentinho para ficar. Mas cachorros idosos e filhotes com certeza vão precisar desse apoio extra para se proteger do frio. 

 

Getty Images
Imagem: Getty Images
3. Cuidado com banho

Você pode dar menos banhos no seu cão durante o inverno. Principalmente se não tiver como secar direito, deixe as lavagens somente para quando o cachorro estiver sujo. E sempre faça isso de dia e seque-o bem. Gatos, então, se limpam muito bem o ano todo com a língua. Esqueça a água.

 

 

Getty Images
Imagem: Getty Images
4. Deixe as cobertas emboladas

Dentro ou fora de casa, deixe uma coberta na cama do seu gato ou cachorro. E, ao invés de dobrar direitinho, deixe o tecido embolado, para que ele possa se enfiar ali no meio e aquecer. 

 

 

Getty Images
Imagem: Getty Images
5. Barriga cheia é importante

Para se manter quentes no frio, os pets gastam muita energia e, por isso, precisam comer mais. Então nos dias mais gelados, tudo bem aumentar um pouco a dose de ração dele.

 

 

Getty Images
Imagem: Getty Images
6. Ofereça água

Gatos normalmente dormem 12 a 16 horas por dia, e no frio chegam a dormir mais ainda. E como sentem menos sede, acabam não bebendo água. O problema é que felinos têm tendência a doenças renais e urinárias, então é importante que se hidratem. Acorde seu gatinho algumas vezes por dia e ofereça água para ele.

 

Getty Images
Imagem: Getty Images
7. Gripe e resfriado

Parecida com a gripe dos humanos, a traqueobronquite dos cães causa tosse e afeta o sistema respiratório. Ela é mais comum no frio, quando o ar fica seco e os ambientes mais fechados. Você pode prevenir com uma vacina e também evitando que seu cachorro fique em local fechado com muitos outros cães. Os gatos também podem ser afetados nessa época por uma doença respiratório com sintomas parecidos com o resfriado, com direito a nariz escorrendo. Para ela também existe vacina.  

Fonte: Marcelo Quinzani, veterinário do Hospital Veterinário Pet Care

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa