Topo

Universa

Garota expulsa de torneio por "parecer menino" é nova heroína do futebol

Reprodução/MSNBC
Mili Hernandez Imagem: Reprodução/MSNBC

Do UOL

07/06/2017 09h45

Com apenas oito anos, Mili Hernandez é apaixonada por futebol e é tão boa de bola que joga num time com meninas de 11 anos. Apesar de arrasar nos campos, a garota e sua equipe foram expulsas de um torneio local. O motivo? Os organizadores não estavam convencidos de que Mili era mesmo uma menina.

Em entrevista ao canal de notícias local, WOWT 6 News, o pai e o irmão de Mili disseram que a menina chegou a ser cadastrada como menino por um erro de sistema, mas que na ocasião do jogo nenhuma prova foi suficiente para convencer os organizadores de que Mili era uma garota.

Para a família e para o treinador do The Azzuri-Cachorros Chicas, o cabelo curto de Mili foi a grande questão para os organizadores, que ignoraram até os documentos da pequena jogadora. A confederação de Nebraska condenou a atitude da organização e afirmou que nenhuma jogadora deve ser discriminada por sua aparência.

A história ganhou os noticiários nos Estados Unidos e causou uma onda de apoio de jogadoras famosas de futebol do país – em que o time feminino tem até mais destaque que o masculino.

Lendas como Abby Wambach, Mia Hamm, Janine Vamn Wyk e Helen Carter foram a público defender Mili e mostrar que a aparência é só um detalhe na hora de “jogar como uma garota”.

 

“Mili, nunca deixe ninguém dizer que você não é perfeita exatamente como você é. Ganhei campeonatos com cabelo curto”

 

 

“Hey Mili, adoraríamos recebê-la @TeamFirstSA . Seja você!”

 

 

“Acho que eu teria sido desqualificada também...Siga em frente Mili”

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa