Topo

Universa

Homens tendem a reconhecer menos os erros por culpa de hormônio, diz estudo

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL

05/05/2017 11h00


“Não fui eu. Foi minha testosterona”. Segundo um estudo recente, esta seria uma desculpa totalmente plausível na hora de homem de negar que errou ou justificar um ato impulsivo.

De acordo com uma pesquisa conjunta entre Caltech (California Institute of Technology, Wharton School, Western University e ZRT Laboratory, o hormônio sexual está conectado a uma maior confiança em instinto e menor reflexão sobre suas ações.

Para o estudo, foram analisados 243 homens. Uma parte deles recebeu uma dose de testosterona em gel e a outra ganhou um placebo antes de fazer testes cognitivos e matemáticos.

Os resultados de ambos os testes mostram que o grupo que recebeu o hormônio acertou 20% menos das questões corretamente em relação àqueles que aplicaram placebo. Além disso, o grupo “turbinado” deu respostas erradas mais rapidamente que os outros. Segundo os pesquisadores, isto demonstra que o hormônio tem efeito direto na cognição e capacidade de tomar decisões.

“Descobrimos que o grupo com testosterona foi mais rápido em lançar julgamentos em que normalmente a resposta é errada”, diz Colin Camerer, professor e estudioso. “Acreditamos que o hormônio aumenta a confiança. Se você está mais confiante, você sente que está certo e não questionará a si mesmo para corrigir erros”, diz Camerer.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa