Topo

Universa


Universa

Fotógrafa mostra como gato trouxe alegria de volta para vida de avô doente

Do UOL, em São Paulo

2017-04-15T13:16:32

15/04/2017 13h16

Há quatro anos, a fotógrafa japonesa Akiko DuPont, de 30 anos, adotou um gato, Kinako, de 4 meses, e o levou para casa, em Tóquio. Na ocasião, ela o escondeu em seu quarto, receosa com a reação de seu avô, Jiji -- que não gostava muito dos bichanos. Até que os dois se encontraram e, desde então, se tornaram amigos inseparáveis. Akiko resolveu registrar a amizade entre os dois em uma série de fotos, "Jiji e Kinako".

Jiji, de 94 anos, lutou na Segunda Guerra Mundial e trabalhou em um escritório por 64 anos. Em 2009, ficou doente e foi hospitalizado -- ele tem Alzheimer em estágio inicial. Akiko conta que, aos poucos, o avô começou a perder o interesse na vida, a se sentir sozinho e se tornou uma pessoa rabugenta. Ela queria ajudá-lo e não sabia como. Até que levou Kinako para morar com a família e tudo mudou: o gato se tornou o maior companheiro do vovô e trouxe alegria de volta para seus dias.

Os dois adoram tirar sonecas juntos e compartilham muitos momentos, como a leitura diária de jornais. "Uma amizade extraordinária cresceu gradualmente entre os dois. Quem imaginaria que um gatinho tímido se tornaria amigo de um homem velho rabugento? Kinako amoleceu o coração de Jiji", diz Akiko, que há uma semana se mudou para Londres. "Vou voltar para o Japão em alguns meses e mal posso esperar para vê-los", disse a fotógrafa ao UOL.

Mais Universa