Topo

Universa

Condenado por ser gay, britânico recebe pedido de desculpas após 43 anos

Reprodução/Facebook
O escritor e ativista George Montague mostra carta que recebeu do governo britânico com pedido de desculpas Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL

13/04/2017 12h48

O escritor e ativista George Montague, 93 anos, havia sido condenado, em 1974, pelo crime de “comportamento indecente com outro homem”. Na época, ele teve de pagar uma multa e deixar de trabalhar com crianças com deficiência.

No ano passado, ele iniciou uma campanha exigindo que o governo se desculpasse com ele. O pedido de desculpas aconteceu no início deste mês, por meio de uma carta.

“Pedimos desculpas. A maneira como vocês foram tratados foi injusta. O que aconteceu a esses homens é motivo de um grande pesar para todos nós”, dizia um trecho do documento, divulgado por Montague em sua página no Facebook e também no Twitter.

A carta tratava de “homens”, em referência a 49 mil britânicos que receberam a mesma condenação do escritor e ativista.

Em seu Twitter, Montague havia dito que não se satisfaria com um indulto, pois isso seria aceitar que ser homossexual é um crime.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa