Topo

Beleza


Beleza

Outono é ideal para tratar manchas na pele; veja cuidados e novidades

iStock
Nem pense em se expor ao sol ao usar produtos para clarear a pele Imagem: iStock

Andressa Zanandrea

Do UOL, em São Paulo

2017-04-03T04:00:00

03/04/2017 04h00

No verão, a pele costuma ganhar manchas, que surgem com mais intensidade por causa da exposição ao sol. Para resolver esse problema, tratamentos com substâncias clareadoras são indicados pelos dermatologistas assim que a temperatura cai, ou seja, nos meses de outono e inverno.

Pessoas com pele clara e que se expuseram muito ao sol são as mais suscetíveis a ter manchas, segundo a dermatologista Anita Rotter. Fatores hormonais e predisposição genética podem agravar o problema. Essas marcas são resultado do acúmulo de melanina e podem ser de diversos tipos, como sardas, manchas senis e melasma. "A principal forma de evitá-las é não se expor diretamente ao sol, com a utilização de proteção física, como bonés e guarda-sol, além do protetor solar", ensina a médica.

Usados em casa, dermocosméticos podem suavizar as manchas e melhorar a uniformidade da pele. Além do uso de cremes, os dermatologistas também podem recomendar sessões de peeling e laser no consultório, o que deve ser avaliado a cada caso. Mas atenção: é imprescindível o uso de filtro solar e evitar exposição ao sol enquanto se faz esses tratamentos.

Melasma e olheira

Uma das principais queixas dermatológicas das mulheres nos consultórios é o melasma (mancha mais amarronzada). Gestantes e mulheres que usam anticoncepcionais tendem a sofrer mais com o problema, que tem relação com fatores hormonais. "Ele está diretamente relacionado à exposição solar, não somente à radiação ultravioleta, mas também à luz visível. A recidiva pode ser evitada com tratamento de manutenção, por meio do uso de clareadores dermocosméticos e proteção solar adequada", explica Anita Rotter.

Outra reclamação comum nos consultórios são as olheiras. Dependendo do caso, substâncias despigmentantes funcionam, principalmente nas azuis e acastanhadas. Mas atenção: apenas produtos específicos para a área dos olhos devem ser usados, já que a região das pálpebras é muito sensível e suscetível a irritações.

Entre os ativos mais seguros usados para amenizar as manchas estão os ácidos kójico, glicólico e mandélico, alfa-arbutin, vitamina C e sepiwhite, além de ingredientes naturais como o óleo de rosa mosqueta. Todos atuam de forma a impedir a ação da melanina. Alguns tratamentos são indicados para dia e noite, enquanto outros são apenas noturnos -- é preciso ter atenção à bula e às recomendações do dermatologista. No caso dos produtos para uso diurno, é importante limpar a pele primeiro e depois usar protetor solar.

Confira abaixo as principais novidades do mercado de beleza para suavizar manchas.

*Consulta de preços feita em março de 2017.