menu
Topo

Relacionamentos

No BBB, Marcos pede tempo para Emilly; você acredita nisso?

Reprodução/TV Globo
Emilly chora em conversa com Marcos Imagem: Reprodução/TV Globo

Thamires Andrade

Do UOL

17/03/2017 18h19

Depois de inúmeras brigas e crises de ciúme, Marcos resolveu pedir um tempo para Emilly no BBB17. Após a sister reclamar da aproximação dele com Elettra, ele a chamou no quarto e disse que não estava mais conseguindo conviver com ela. "Eu gosto de você, mas tá difícil. Eu estou sendo muito complacente, mas esse tipo de briga me desgasta muito. A culpa não é só sua nem minha, são formas diferentes de viver. Mas é desgastante demais. Eu preciso ser livre", afirmou.

Marcos não disse com todas as letras que quer terminar o relacionamento com a sister, mas continuou pedindo um tempo e falando que queria ser apenas amigo de Emilly por enquanto. E, na opinião de Marina Vasconcellos, psicóloga e terapeuta familiar e de casal, esse tempo pode ser muito positivo para a relação dos dois.

Você acha que dar um tempo é bom para a relação?

Resultado parcial

Total de 1518 votos
55,14%
44,86%
Total de 1518 votos

"No calor da emoção, a dificuldade de enxergar as coisas é maior. Ao se afastar, tudo fica mais claro. Dá para saber do que se sente falta, em que momentos se sentem aliviado por não estar ao lado do outro. Enfim, dá para refletir e se questionar sobre o que não está bom naquela relação", fala Marina.

Segundo a psicóloga, ao pensar com a cabeça mais fria, sem a cobrança do outro ou a presença de qualquer conflito que seja, fica mais fácil balancear os pontos positivos e negativos da relação. "Seria incrível se os dois pudessem fazer terapia nesse período até para entender que ninguém muda ninguém, mas alguns comportamentos podem ser questionados e alterados. Relacionamento é uma das grandes formas de crescimento humano", explica Marina.

Respeito ao pedido e regrinhas básicas de convivência

Encarar o pedido de tempo com certa ignorância, como Emilly, pode ser prejudicial para a relação até por que, segundo Marina, muitas vezes quem pediu o tempo não está sabendo lidar os acontecimentos da relação. "É possível o tempo fazer bem para a relação, pois é um período de questionamento de ambos, que pode engrandecer. O casal pode voltar melhor depois", fala.

Segundo ela, quem é muito ansioso tende a adotar essa postura de ter que resolver as coisas na hora. "Mas é preciso respeitar o tempo que o outro pediu, nem sempre o tempo do par é o mesmo que o seu. Fora que você não é obrigado a esperar a pessoa. Se couber isso na sua vida, faça, se não, siga em frente. Relacionamento é para trazer felicidade e fazer bem e não para ficar brigando", afirma.

Resolveu dar um tempo? Colocar regras é uma boa saída para evitar complicações, já que, como diria o provérbio, combinado não sai caro. “O casal precisa conversar se o tempo terá um prazo definido ou não, se ficar com outras pessoas está liberado e se o par será informado disso ou não. Essas regras servem para evitar conflitos, mas se eles vão cumprir o combinado, isso vai cada um”, fala.

Tempo ajuda, mas não é tudo

Para a psicóloga Cristiane Pertusi, o tempo não é o único fator que pode ajudar o casal a retomar o relacionamento. Ela acredita que uma boa conversa e maturidade de ambas as partes é o que realmente fará com que eles voltem às boas.
“O tempo serve como uma trégua para os conflitos que estão acontecendo na relação. Mas para repensar um pouco a postura vai depender da maturidade dos dois e das características do relacionamento, se tem sentimento envolvido”, explica Cristiane.

Para a psicóloga, relações com papéis muito antagônicos, como a de Marcos e Emilly, tende a ser muito conflituosa. “Ele vive tentando consertá-la, corrigi-la e aconselhá-la. Quando existe uma certa hierarquia ou desnível na relação, como essa, a tendência é ter mais conflito. O saudável é ter uma relação de troca, de igual para igual, em que o casal oscile os papéis e que um respeite o outro”, diz.