menu
Topo

Universa

Kendall e Kylie Jenner usam acetona e gelo seco na pele; isso pode?

Jesse Grant/Getty Images
Tratamento de Kendall e Kylie Jenner pode causar riscos à saúde da pele Imagem: Jesse Grant/Getty Images

Thamires Andrade

Do UOL

13/03/2017 14h26

Kim Kardashian já causou polêmica ao usar o próprio sangue para tratar a pele e agora foi a vez de suas irmãs, Kendall e Kylie Jenner, polemizarem com os cuidados com a beleza. As duas usam acetona e gelo seco para tratar espinhas.

A informação foi confirmada por Christie Kidd, guru do skincare e expert responsável por alguns dos tratamentos favoritos das caçulas do clã Kardashian-Jenner, ao site “Refinery 29”.

Inaê Cavalcanti, dermatologista da DOM Medicina Personalizada e membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), explica que essa mistura não trata, mas sim, mascara as espinhas e traz riscos para a saúde da pele.

“A mistura de acetona com gelo seco resseca e contrai temporariamente a acne. A acetona é um solvente forte e agressivo. Quando ela é utilizada na pele, remove não só a gordura, mas também a hidratação natural. O uso do gelo seco pode oferecer um aspecto imediato menos irritado da acne, entretanto, ele consegue esse efeito contraindo a vascularização cutânea, ou seja, a inflamação permanece”, explica.

Segundo Inaê, a constrição da irrigação da pele causada pelo gelo somada à desidratação provocada pela acetona dificulta a cicatrização das espinhas, facilitando o surgimento de cicatrizes. “Além de desidratar a pele, esse tratamento pode comprometer a microirrigação sanguínea da cútis, o que, com o tempo, causará cicatrizes, manchas e flacidez de pele”, fala.

Kidd defende o tratamento, pois diz que essa mistura exótica é ótima para limpar os poros, retardar a inflamação e dar viço à pele, mas Inaê discorda.

“A inflamação é causada por fatores de saúde internos, que não são corrigidos com esse tratamento. A pele pode parecer mais lisa e clara por alguns minutos e só para quem olha, pois a sensação ao tocá-la será de uma pele morta, artificial e sem vida, áspera e rígida, sem a maciez e suavidade de uma pele que teve a doença acne tratada adequadamente”, diz.

A dermatologista explica que para se livrar da acne é preciso buscar as causas internas e um dos tratamentos mais adequados é o uso de retinoides orais e tópicos. “Eles devem ser prescritos por dermatologistas que vão avaliar qual o tipo do medicamento, quantidade e duração do tratamento, que vai variar de acordo com a gravidade da doença”, explica.

De acordo com Inaê, outros procedimentos estéticos, como peelings químicos e com laser também podem ser recomendamos em alguns casos. “Eles facilitam a penetração dos cremes de tratamento tópico, oferecem um aspecto imediato mais bonito sem prejudicar a recuperação da pele e ainda tratam as consequências da acne, como cicatrizes e manchas”, fala.

Mais Universa