menu
Topo

Beleza

Procon encontra diversas irregularidades em salões de beleza famosos de SP

Divulgação
Entidade de defesa do consumidor visitou estabelecimentos da capital paulista Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

10/03/2017 19h15

Usar esmaltes vencidos nas clientes, oferecer itens que não tinham a validade exposta e ainda vender serviços sem mostrar o preço. Essas foram algumas das principais irregularidades encontradas pela Fundação Procon-SP durante a operação "Vênus", que visitou 18 salões de beleza na capital paulista na última quarta-feira (8), Dia Internacional da Mulher.

Entre os estabelecimentos verificados, estavam nomes famosos no mercado, como o Jassa Cabeleireiros --que atende o apresentador Silvio Santos, o Estúdio W --com clientes como a atriz Claudia Raia, Celso Kamura --que já arrumou a ex-presidente Dilma Rousseff, e a Casa Mauro Freire, entre outros.

De acordo com o Procon, receber a informação de preço é um dos direitos básicos de quem consome. O Código de Defesa do Consumidor, inclusive, obriga que oferta e apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa.

Multa

Sendo assim, salões e outros estabelecimentos que prestam qualquer tipo de serviço devem manter seus preços visíveis ao consumidor. Uma outra irregularidade encontrada foi a imposição de pagamento mínimo para cartão.

Após o auto de constatação, o Procon abriu um processo administrativo. As empresas terão um tempo para preparar sua defesa e, se condenadas, podem ser multadas em valores a partir de R$ 608. Confira as irregularidades encontradas.