menu
Topo

Moda

Campanha da Zara não entende conceito de "curvas" e deixa muita gente brava

Do UOL

02/03/2017 09h37

Duas modelos magras de calça jeans. Até aí nada novo. A não ser pelo anúncio que acompanha a foto: “Love your curves” (“Ame suas curvas”, em tradução para o português). O flagra foi feito nos dias 15 e 28 de fevereiro por uma consumidora de Londres (Inglaterra), outra de Dublin (Irlanda) e gerou revolta de muitas outras.

"@Zara gostaria de falar com seu departamento de publicidade...curvas...onde?"

"Você só pode estar brincando comigo, Zara"

Por enquanto, a marca espanhola não se pronunciou sobre as críticas, nem fez menção à escolha de suas modelos para esta campanha. Para o público, a imagem reforça padrões distorcidos e enfatiza a magreza como única possibilidade de beleza não só no mundo da moda, como fora dele. A atitude contraria um anúncio de maio de 2016, que dizia que a oferta de peças em tamanhos grandes seria maior nas lojas da rede.

Mais polêmicas
Não é a primeira vez que a marca irrita consumidores. Em agosto de 2014, pijamas que lembravam uniformes de campos de concentração foram retirados da rede de lojas. Em novembro de 2015, uma cliente que usava véu foi impedida de entrar em uma de suas lojas na França. Em julho de 2016, uma artista acusou a marca de plágio e recebeu uma resposta grosseira. e em novembro do mesmo ano, uma cliente dos EUA disse ter encontrado um rato costurado em uma das peças da empresa.