Topo

Universa

Na China, romântico é dar um "seguro do amor" para o par

Reprodução/Weibo
Certificado do amor Imagem: Reprodução/Weibo

Do UOL

15/02/2017 10h02

O amor não se compra, mas pode render algum dinheiro se o relacionamento acabar em casamento. Pelo menos é o que revela uma modalidade de seguro curiosa oferecida por companhias chinesas. A apólice determina que os pombinhos se casem até um determinado período - a partir de 3 anos de namoro. Se o casório acontecer, eles ganham uma boa quantia em dinheiro.

Para um seguro da empresa Alipay, por exemplo, o preço mínimo é de R$ 43 e o prêmio se a união acontecer entre 3 e 13 anos pode chegar a quase R$ 5 mil, mais um presente, como diamantes.

Segundo o site “Mashable”, os chineses estão optando por esse seguro como garantia de que o relacionamento é sério.

A importância da ideia é tão grande que muitas namoradas foram presenteadas no dia de São Valentim (Dia dos Namorados em muitos lugares do mundo) com estas apólices. E muitas exibiram o presente em suas redes sociais. “Com o seguro do amor, agora eu sinto segurança”, disse uma na foto em que o documento aparecia ao lado de um bolo e flores.

Outras disseram que custa tanto quanto um jantar e mostra lealdade dos homens.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa