Topo

Moda

Mulher processa Zara depois de encontrar rato costurado em vestido

Reprodução/ Facebook
Imagem: Reprodução/ Facebook

Do UOL, em São Paulo

16/11/2016 16h29

Cailey Fiesel, 24 anos, comprou um vestido de US$ 40, cerca de R$ 140 (de acordo com a cotação do dia 16 de novembro de 2016) em uma loja da Zara em julho deste ano, em Nova York. O que não percebeu é que, segundo ela, um rato estava costurado na peça.  

Em entrevista ao jornal New York Post, Fiesel foi trabalhar com a roupa e notou um odor desagradável vindo do vestido e achou uma pata do roedor na costura. “Notei algo roçando na minha perna e pensei que fosse uma costura. Quando fui tirá-la, vi que não era um fio e que havia algo dentro. Achei que tinham esquecido um sensor, mas quando virei o pano, vi que era um rato."

Ela processou a Inditex, dona da Zara, por danos emocionais e também porque desenvolveu uma erupção de pele causada pelo contato com a pata de rato, conhecida como doença dos roedores. À publicação americana, um porta-voz da marca espanhola de roupas afirmou que a empresa está a par da ação e está investigando o caso. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!