menu
Topo

Universa

Cores podem influenciar o clima do ambiente e nosso humor; entenda

Kátia Kuwabara/UOL
Roberto Migotto usou duas cores fortes em equilíbrio na Casa Cor 2013, em SP Imagem: Kátia Kuwabara/UOL

Silvana Maria Rosso

Do UOL, em São Paulo

24/10/2014 17h08

As cores criam diferentes atmosferas e influenciam nosso estado de ânimo, elevando ou reduzindo a sensação de bem-estar. Percebemos os efeitos de um matiz por meio de uma rede de relações que estabelecemos em diferentes contextos espaciais, visuais e psicológicos. 

As cores não interferem por si mesmas nos espaços e sobre nosso bem-estar: as interações se dão via formas, estilos e texturas, por exemplo. Paladar, olfato, tato, audição, sensação de frio ou calor, etc., também associam-se à sensação cromática. Assim, a maneira como cada tom é aplicado é determinante para a análise de qualquer efeito psíquico que ele possa provocar.
Todavia, o estado emocional de quem percebe o matiz também tende a influir sobre a sensação captada. "Se você está de mau humor, cores e formas podem passar desapercebidas ou serem vistas de maneira distorcida, com conotações negativas", exemplifica Lilian Ried Miller Barros, arquiteta, especialista em percepção visual e professora do Universo da Cor - Centro de Estudos sobre as Cores.
 
Outro aspecto da simbologia das cores é a forma como cada unidade cromática está relacionada aos costumes socioculturais. Esse relacionamento muda com o tempo, adequando-se a novos hábitos. "A influência das cores sobre nós não é algo mensurável e nem padronizável. O cenário que captamos com os olhos é o resultado de todos esses fatores", diz a arquiteta.
Gosto não se discute
 
Na hora de escolher a cor predominante do ambiente que você pretende decorar, comece analisando o espaço, as formas que farão parte da composição e então os matizes que serão adotados. Nesse processo, é muito importante observar também as preferências cromáticas dos indivíduos que usarão o cômodo; os níveis de contrastes e claridade; e quais as combinações se encaixam melhor na atmosfera pretendida.
 
Um dormitório pintado em um tom suave de azul, por exemplo, pode parecer, em princípio, a receita para um ambiente relaxante. No entanto, essa mesma tonalidade pode ser tediosa para uns, muito escura para outros ou criar um forte contraste com o mobiliário e passar a ser um incômodo para quem não aprecia certo nível de contrapontos. Para ajudar nessa decisão complexa, o UOL Casa e Decoração elegeu algumas dicas assertivas; veja abaixo!
$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-lista','/2014/conselhos-cromaticos-1414086746283.vm')

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa