Topo

Moda

Ivan Aguilar adapta alfaiataria para homens alinhados e despojados

Alexandre Schneider/UOL
O modelo Gabriel Grandi desfila bermuda xadrez, um dos pontos altos do desfile de Ivan Aguilar Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE<br>Enviada especial ao Rio de Janeiro

13/06/2008 21h33

Inicialmente estilista de ternos masculinos (ficou conhecido quando fez alguns modelos para o presidente Lula), Ivan Aguilar, em seu segundo desfile no Fashion Rio, reafirma desejo de conquistar clientela masculina despojada mas alinhada, que flerta com a moda de maneira parcimoniosa (como quase todos os homens brasileiros, aliás).

Para conquistar seu cliente, Ivan Aguilar aproveita sua experiência de alfaiataria e faz uma adaptação de cortes e materiais para o universo informal com um pé no streetwear. A inspiração para as camisetas e camisas foram o grafite e os artistas plásticos Peter Max, José Roberto Aguilar, Lilian bomeny e Ed Brown. Mas são as bermudas em creme e xadrezas, ajustadas na medida certa, as calças também ajustadas e as jaquetas e paletós os pontos altos dos desfiles.

Com exceção da série em verde, quando as bermudas cargo ficam pesadas demais, Ivan Aguilar propõe algumas boas soluções para o guarda-roupa masculino, em peças com bom caimento, contemporâneas na modelagem mais ajustada sem perder a elegância, com sugestões bem sacadas como a versão "relax" do terno (ou do costume, já que são duas peças, não três): uma calça ajustada em off-white (branco sujo) quase creme, acompanhada de paletó do mesmo tecido, com vários bolsos estilo militar.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!