Topo

Moda

Fashion Business se revela estrela do Fashion Rio e antecipa coleções do SPFW

Poio Estavski
Entrada da feira de negócios Fashion Business, evento paralelo aos desfiles do Fashion Rio Imagem: Poio Estavski

CAROLINA VASONE<br>Enviada especial ao Rio de Janeiro

12/01/2008 23h39

Se os desfiles não empolgaram os fashionistas durante os cinco dias de semana de moda (finda neste sábado, 12), os negócios animaram quem apostou nas vendas do Fashion Business. A feira, que terminou um dia antes dos desfiles, na última sexta (11), reuniu marcas cariocas e do resto do Brasil num total de 150 lojistas, e promoveu, segundo dados da organizadora do Fashion Rio, Eloysa Simão, vendas de R$ 370 milhões, o que significou um aumento de 12% em relação à edição passada.

O sucesso em termos de negócios é comprovado também por importantes showrooms paulistas. É o caso da Clube de Estilo. Representante de 16 marcas - entre elas Daniella Zylberstajn, Lorenzo Merlino e Amapô - a empresa fez sua estréia no Fashion Business e se surpreendeu. "Esperava vender a metade", disse Fernando Cunha, dono da Clube de Estilo, que faturou cerca de R$ 1 milhão, distribuídos entre compradores do Brasil e de países como Itália, Bélgica, Turquia, Estados Unidos, Japão e México.

A feira serve ainda para fazer contatos e conhecer novas grifes. Caso da carioca Old Boy, com moda comercial com toque fashion, e da jovem pernambucana Renata Mahaz, 27 anos (também da Clube de Estilo). "Fiz dois bons contatos cariocas. Não conhecia ninguém aqui", disse a estilista, que, na sétima coleção, traz peças cujo ponto alto é o cuidadoso acabamento, com bonitos forros de tecido estampado.

Para quem está só de visista no Fashion Business, uma atração a mais: muitas grifes como a Amapô (sucesso de vendas) antecipam a coleção que será apresentada no São Paulo Fashion Week nas araras da feira de negócios.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!