Topo

Moda

"Superpregas" atacam coleção de inverno da Virzi

Alexandre Schneider/UOL
Vestido com duas 'superpregas' perdeu efeito elegante com cinto de pedras turquesa Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE<br>Enviada especial ao Rio de Janeiro

10/01/2008 17h20

O tema era o surf. Mas quem apareceu como uma onda forte dando um "caldo" no Inverno 2008 da grife carioca Virzi foi uma maré de "superpregas" que atravessou vestidos de cima a baixo, formou pontas em mangas de blusas, balançou em saias.

Usadas talvez como referência ao desenho das pranchas de surf, as pregas em alguns momentos atuaram de maneira interessante na roupa, como no vestido preto de manga curta, com duas das "superpregas" que atravessavam seu meio e formavam curioso caimento nas costas. O brilho e a estética exageradas do cinto, com pedras bordadas em turqueza e preto, no entanto, destoavam da imagem que o vestido poderia ter passado, de elegância e experimentações de moda.

Os bordados em turqueza, tanto nos acessórios quanto nas roupas, faziam referência aos desenhos florais e geométricos dos primeiros surfistas polinésios. Em muitos momentos, porém, remetiam menos ao surf e mais à estética brilhante e kitsch das roupas do mundo árabe. Na modelagem, as "superpregas" acabaram atropelando as roupas, impondo-se sem interagir com a roupa, de maneira agressiva e desarmônica.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!