Universa

Vídeo mostra como publicidade engana consumidoras com beleza inventada

Divulgação
Foto da garota mostra a pele ao natural e depois de maquiada para o suposto outdoor Imagem: Divulgação

da Redação

22/10/2006 19h24

"Como nossa percepção de beleza ficou tão distorcida?". Com esta pergunta, uma grande marca de cosméticos inicia um vídeo que mostrará, nos minutos seguintes, uma moça comum se transformar - depois de quilos de maquiagem, cabelereiro e photoshop -, numa dessas beldades perfeitas que vemos nas fotos de propagandas de xampú, hidratante, batom e perfume.

A produção é a mais recente manobra da "Campanha pela Real Beleza", da Dove nos EUA. Antes, a empresa já havia veiculado anúncios com fotos de moças gordinhas para vender creme contra a flacidez ("deixar mais firme o corpo tamanho 34 de uma supermodelo não é nenhum desafio", dizia o slogan) e propaganda de TV com mulheres na praia, com curvas completamente diferentes, cicatrizes e marcas na pele.

Ao olhar a protagonista do vídeo da Dove, fica claro como o padrão que tanto faz sofrer a maioria das mulheres pode ser pura invenção. A moça que estrela o vídeo da "transformação" seria considerada bonita em qualquer lugar fora de um estúdio fotográfico ou passarela. Mas não é páreo para a sua versão "top model". Simplesmente porque essa versão não existe, foi construída por computador, laquê e muita maquiagem.
"Toda garota merece sentir-se bonita do jeito que ela é", diz a mensagem no final da propaganda, numa tentativa de reverter um pouco os males da lavagem cerebral feita por anos e anos pela publicidade.(Carolina Vasone)
MAIS
Você considera distorcida a percepção de beleza?Grupos de Discussão UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa

Topo