menu
Topo

Diversidade


Consulados do México celebrarão casamentos homossexuais no mundo todo

Melina Resende/Casa 1
Imagem: Melina Resende/Casa 1

Da EFE

2019-05-16T19:01:10

16/05/2019 19h01

Os consulados do México passarão a celebrar casamentos entre pessoas do mesmo sexo e que sejam cidadãs do país, anunciou nesta quinta-feira a Secretaria de Relações Exteriores.

"A partir de agora, todos os escritórios consulares poderão celebrar o casamento de dois cidadãos mexicanos, indistintamente do sexo", disse o órgão em comunicado. Com a decisão, a SRE busca modernizar os procedimentos consulares a favor das pessoas LGBT.

A iniciativa faz parte das comemorações de 17 de maio, Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, que lembra a data em que a homossexualidade foi retirada da lista de doenças mentais elaborada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1990.

Para concretizar a nova medida, o chanceler Marcelo Ebrard assinou um ofício que instrui o subsecretário para a América do Norte, Jesús Seade Kuri, a fazer as adequações necessárias aos procedimentos consulares de modo que todos os mexicanos, sem distinção de sexo, possam se casar nas legações diplomáticas do país no mundo inteiro.

"O chanceler ressaltou que a democracia é parte essencial da identidade mexicana, motivo pelo qual não se pode construir um país democrático se uma parte da sociedade for excluída", informou a Secretaria de Relações Exteriores.

Quase a metade dos 32 estados mexicanos já aprovaram leis a favor do casamento homoafetivo. Nos demais estados, embora não exista a legislação, se um casal gay quiser se casar, poderá se amparar em uma decisão da Suprema Corte que, em 2016, declarou inconstitucionais as leis estaduais que proíbem o casamento homossexual.