menu
Topo

Direitos da mulher


Vencedora do Nobel quer mudar educação científica para atrair mais meninas

Getty Images
Ada Yonath Imagem: Getty Images

da EFE, em Barcelona

12/02/2019 09h27

A vencedora do prêmio Nobel de Química de 2009, a israelense Ada Yonath, estimulou nesta segunda-feira as meninas a "satisfazer sua curiosidade" estudando ciência e reivindicou a necessidade de um sistema educacional atualizado que atraia mulheres aos estudos científicos.

Yonath explicou, na conferência central da Bienal de Cidade e Ciência realizada em Barcelona, o que são os ribossomas e por que são importantes, assim como o processo que lhe levou a descobrir seu funcionamento, e assegurou que atualmente a comunidade científica é "independente dos gêneros. Todo mundo pode estudar ciência".

Em declarações posteriores à imprensa, Yonath criticou a falta de apoio da sociedade à ciência, já que "só se busca o dinheiro, mas a ciência permite satisfazer sua curiosidade e obter resultados que não esperava", e reivindicou mudanças na educação.

"A ciência é ensinada com os conceitos que eram usados na minha geração. Necessitamos fazer mudanças; a vida muda, mas a educação quase não acompanha. O ensino científico deve andar de mãos dadas com o saber e o conteúdo deve ser atualizado constantemente", opinou.