menu
Topo

Violência contra a mulher


Europa tem 50 mortes de mulheres por violência de gênero por semana

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Da EFE

23/01/2019 16h55

Várias ONGs se reuniram nesta quarta-feira na Eurocâmara para pedir mais financiamento para prevenção e reparação para mulheres vítimas de violência de gênero, numa região que registra 50 feminicídios por semana, de acordo com a secretária-geral da organização Lobby das Mulheres Europeias, Joanna Maycock.

Segundo ela, as políticas de segurança deveriam levar em conta esse tipo de violência.

"Como podemos dizer que a União Europeia dá prioridade à segurança e que a Europa conseguiu a paz quando toda semana 50 mulheres morrem?", questionou.

Joanna participou de uma audiência da Comissão da Mulher da Eurocâmara na qual Rosa Logar, representante da organização Mulheres contra a violência na Europa (Wave, sigla em inglês), e Evelyn Probst, diretora da Aliança contra o Tráfico Global de Mulheres, também apresentaram suas demandas aos deputados.

Rosa afirmou que a violência contra a mulher custa ao conjunto da União Europeia 230 bilhões de euros, enquanto o programa Dafne da UE de ajuda às vítimas da violência machista tem um orçamento de 118 milhões de euros, um número "desproporcionalmente baixo", conforme destacou. Ela fez um apelo "urgente" para que aumente a quantidade de abrigos e casas de apoio para mulheres vítimas de violência, "especialmente nos países do Leste Europeu" e ressaltou o trabalho "subfinanciado" realizado pelas ONGs.

"Estas organizações que estão realmente em contato com as vítimas devem ter prioridade na recepção de ajudas públicas", defendeu.

Evelyn, por sua vez, reivindicou que as vítimas de violência e tráfico humano recebam licenças de trabalho e residência, entre outras ajudas, para possam refazer suas vidas.

"É preciso garantir não só a aplicação do Direito Penal, mas também a aplicação do Direito Civil. Essas vítimas têm plenos direitos", afirmou. EFE