menu
Topo

Direitos da mulher


Salas da prefeitura de Paris servirão de abrigo para mulheres sem-teto

Getty Images
A prefeita de Paris, Anne Hidalgo Imagem: Getty Images

Da EFE, em Paris

10/12/2018 14h19

A Prefeitura de Paris abrigará a partir de amanhã e durante todo o ano que vem mulheres sem-teto em duas de suas salas mais importantes, dois meses depois de a prefeita Anne Hidalgo anunciar um plano para ceder espaços públicos como abrigo a pessoas que vivem na rua.

Serão 750 metros quadrados para acolher 75 mulheres durante o dia e 50 durante a noite, com a possibilidade de atender até 100 em períodos de frio extremo.

Em fevereiro passado, uma pesquisa encomendada pela Prefeitura contabilizou cerca de 3 mil pessoas sem-teto em Paris, sendo 12% mulheres, uma porcentagem notavelmente superior aos 2% que um relatório do Instituto Nacional de Estatística informou em 2012.

"A experiência da rua é dura para todas as pessoas, mas as mulheres sofrem uma violência extra", destacou a prefeita em entrevista aos jornalistas.

Esta violência faz com que muitas delas se tornem invisíveis como forma de proteção, o que, ao mesmo tempo, reduz o acesso que teriam aos serviços sociais

"Algumas se escondem em estações de trem e pegam ônibus durante a noite toda para evitar dormir na rua, porque têm medo", exemplificou à Agencia Efe a diretora-geral da associação Samusocial, Christine Laconde, encarregada da gestão do local.