menu
Topo

Violência contra a mulher

Rose McGowan fala em decepção após revelação de abuso de Asia Argento

Gary Gershoff/Getty Images for Housing Works
A atriz Rose McGowan participa de evento em Nova York, em abril de 2016 Imagem: Gary Gershoff/Getty Images for Housing Works

20/08/2018 10h14

A atriz americana Rose McGowan, que denunciou o produtor Harvey Weinstein por assédio, disse nesta segunda-feira que ficou de "coração partido" após as informações que apontam que a atriz italiana Asia Argento foi acusada de abusos sexuais.

Macwogan e a italiana Argento se transformaram nos últimos meses em duas das principais defensoras do movimento #MeToo contra os abusos sexuais após ambas acusarem Weinstein de tê-las abusado sexualmente.

Veja também


"Conheci Asia Argento há dez meses. Compartilhamos a dor de termos sido atacadas por Harvey Weinstein", assegura Rose McGowan em sua conta do Twitter.


"O meu coração está partido. Seguirei com meu trabalho em nome das vítimas em todas partes", acrescenta a atriz que publicou recentemente "Brave", no qual a intérprete conhecida pela série "Charmed" descreve a agressão sexual cometida por Weinstein em 1997 durante o Festival de Cinema de Sundance.

McGowan fez esses comentários depois da revelação de que Argento, outra das pioneiras do movimento #MeToo, chegou a um acordo extrajudicial com um menor que supostamente tinha sido abusado por ela.

Segundo o jornal "The New York Times", Argento chegou a pagar US$ 380 mil ao músico e ator Jimmy Bennet, com quem tinha trabalhado.

Bennett garantiu que foi abusado sexualmente pela atriz, que então tinha 37 anos, em um quarto de um hotel da Califórnia dois meses depois de ter completado 17.

No estado da Califórnia, a idade de consentimento para as relações sexuais é de 18 anos.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!