menu
Topo

Moda

Vivienne Westwood cria camiseta em apoio a Julian Assange

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Da EFE

30/07/2018 16h59

A estilista britânica Vivienne Westwood criou uma camiseta em apoio ao fundador do Wikileaks, Julian Assange, asilado na Embaixada do Equador em Londres desde 2012.

A camiseta, batizada como "I fought the law" (Eu lutei contra a lei), foi mostrada nas redes sociais de Westwood, mas ainda não aparece entre os artigos à venda em seu site.

Veja também: 


"As Nações Unidas definem Julian como um preso político que deveria ser libertado imediatamente com uma indenização. Como podem os britânicos manter certo grau de patriotismo e crença na democracia quando nosso Governo abandonou o estado de direito?", questionou Westwood em seu blog.

"O Governo americano afirma que é delito publicar crimes de guerra contra os Estados Unidos e, nesse momento, criaram um tribunal no qual estão pensando em como condená-lo uma vez seja extraditado", afirmou a estilista britânica, que publicou em sua conta no Twitter uma foto do modelo.

Assange, que ganhou nacionalidade equatoriana no final de 2017, teve que lidar com uma piora de condição de vida na embaixada equatoriana depois que o presidente do Equador, Lenín Moreno, restringiu o seu acesso às comunicações por violar um acordo pelo qual tinha se comprometido a não opinar sobre questões de outros países.

"É vital que o Equador continue protegendo e que o Governo do Reino Unido retire as acusações menores relativos à liberdade mediante pagamento de fiança, e abandone seu plano para extraditá-lo", apontou Westwood, conhecida pelo seu apoio a diferentes causas sociais.

"O Wikileaks tem o poder de publicar crimes e corrupção governamental e, portanto, é perigoso para todos os estados. Mas é preciso defender a liberdade de expressão", afirmou a estilista.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!