menu
Topo

Direitos da mulher

Mulheres do Bahrein vão para Arábia Saudita para dirigir em dia histórico

Saudi Information Ministry via AP
Esraa Albuti, diretora executiva da Ernst & Young, mostra com orgulho a licença de motorista Imagem: Saudi Information Ministry via AP

da EFE, em Manama

24/06/2018 09h20

Várias mulheres do Bahrein viajaram neste domingo para a Arábia Saudita ao volante dos seus automóveis para participar do dia histórico no qual o país vizinho deu autorização a elas para dirigir.

Dezenas de mulheres cruzaram a ponte Rei Fahd, que liga ambos os países, nas primeiras horas do dia, algumas acompanhadas de homens e outras, só de mulheres, segundo informaram fontes oficiais bareinitas.

Veja também


Algumas delas cruzaram a ponte pouco antes da meia-noite e esperaram no lado bareinita da fronteira a que chegasse a hora assinalada, com a intenção de ser as primeiras mulheres do país a dirigir na Arábia Saudita.

Várias bareinitas publicaram vídeos dirigindo em estradas sauditas nas redes sociais e algumas delas expressaram seu desejo de participar do dia histórico para as mulheres sauditas.

Um grupo de quatro amigas que cruzou a fronteira por volta da meia-noite afirmou que foram as primeiras bareinitas a dirigir no país vizinho.

O Bahrein é um pequeno reino insulano que tem cerca de 50 quilômetros de extensão e que é ligado à Arábia Saudita através da ponte Rei Fahd.

A Arábia Saudita retirou hoje a proibição de dirigir imposta às mulheres com base em razões morais e religiosas, seguidas durante décadas pelas autoridades desse país teocrático.

O final da proibição foi anunciado em novembro do ano passado pelo rei Salman bin Abdulaziz, embora tenha entrado em vigor hoje.