Topo

Universa

Estilista italiana dispensa 15 modelos e reabre debate sobre magreza extrema

11/07/2007 11h24

Roma, 11 jul (EFE).- A estilista italiana Raffaella Curiel, uma das participantes da semana de moda de Roma, dispensou 15 modelos por excesso de magreza, reabrindo na Itália o debate sobre a saúde na moda.

Curiel, que apresentou sua mais nova coleção na noite de ontem, na câmara legislativa da província de Roma, justificou sua decisão com o argumento de que os estilistas trabalham "com o tamanho 42", enquanto as agências "mandam modelos de tamanhos 36 e 38".

A fashion designer disse que, apesar de ter seguido as recomendações sobre tamanho divulgadas pelo Ministério da Juventude e pela Câmara Nacional de Moda, acabou obrigada a apertar e a readaptar suas roupas para o desfile.

A dispensa das modelos foi motivo de aplausos para alguns, como o Movimento Italiano de Pais, e de crítica de parte dos participantes da semana de moda de Roma, como o também estilista Lorenzo Riva.

A presidente do Movimento Italiano de Pais, María Rita Munizzi, declarou à imprensa local que o "alarme" lançado por Curiel é a "enésima demonstração" de que as modelos muito magras, "ou mesmo anoréxicas", são um grave problema no mundo da moda.

Por sua vez, Riva, que apresentará sua coleção hoje à noite, defendeu as manequins dizendo que "as modelos são mulheres magras por natureza".

Ele acrescentou que não é "a favor nem contra as modelos magras demais", mas acrescentou que mulheres com curvas não podem desfilar nas passarelas de alta costura.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa