Autoestima

Propaganda da Victoria's Secret ainda se dirige à mulher de 1999

Getty Images
Victoria's Secret Fashion Show 2017 Imagem: Getty Images

Lindsey Rupp

23/05/2018 12h42

A Victoria's Secret foi fundada durante uma revolução sexual. Não se sabe se conseguirá sobreviver à próxima.

Embora continue sendo a varejista de lingerie dominante nos EUA, as vendas da Victoria's Secret caíram em cada um dos últimos seis trimestres e mostram poucos sinais de recuperação - uma queda que coincide com o surgimento de marcas on-line de lingerie e com a mudança de opinião sobre mulheres, corpos e sex appeal.

A empresa controladora L Brands não deve mostrar muita melhora quando divulgar os resultados do primeiro trimestre nesta quarta-feira. Até mesmo a rede Pink, voltada para consumidoras mais jovens, está desacelerando. As ações recuaram 44 por cento neste ano, aprofundando a queda que eliminou 65 por cento do valor de mercado da empresa desde 2015.

Roy Raymond fundou a Victoria's Secret na década de 1970, mas o CEO de longa data da L Brands, Les Wexner, arquitetou a ascensão da companhia desde que a adquiriu em 1982. A Victoria's Secret exibiu publicamente sutiãs e calcinhas, primeiro no salão de vendas e depois em modelos nas passarelas. Seu famoso catálogo se inspirou em romances e na revista Cosmopolitan, uma mistura de sensualidade e fascinação exposta. Quando a cultura popular se tornou mais explícita, o mesmo aconteceu com o marketing da Victoria's Secret e com suas linhas de produtos que acentuam o decote.

Mas a empresa está demorando para entender as mudanças culturais mais recentes. "Até mesmo a maneira como falamos sobre sensualidade mudou - a ideia é que a sensualidade não depende de ser uma amazona glamorosa nem de ter cabelo comprido, há muitos tipos diferentes de sexy", disse Cora Harrington, editora do blog Lingerie Addict. "A visão que a Victoria's Secret tem de sexy está fora de lugar."

Ou, como disse Candace Corlett, presidente da empresa de consultoria WSL Strategic Retail: "Eles estão cientes de que existe essa coisa chamada #MeToo por aí?"

Novas marcas

A crescente concorrência está aumentando a variedade de modelos e produtos. Agora em seu quinto ano, a varejista on-line ThirdLove pede que as clientes respondam a uma série de perguntas íntimas sobre seus seios - qual dessas nove ilustrações corresponde ao formato do seu seio? - enquanto tranquiliza as consumidoras afirmando que o corpo de cada mulher é único. A empresa levantou US$ 13,6 milhões de investidores e espera dobrar suas vendas neste ano. Companhias como Adore Me, True&Co. e Everlane estão adotando uma abordagem semelhante.

No shopping, a Victoria's Secret também enfrenta uma nova concorrência, principalmente da marca Aerie, pertencente à American Eagle Outfitters. A rede de roupas íntimas está abrindo lojas e acumulando seguidoras entre as adolescentes e jovens adultas, chamando a atenção para sua campanha usando modelos de muitos tipos de corpo cujas imagens não são retocadas na edição. As vendas comparáveis da Aerie aumentaram 34 por cento no quarto trimestre e terminaram o ano com US$ 500 milhões em vendas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Blog Flávia Durante
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo