menu
Topo

Beleza

A 'festa do Botox' que levou britânica ao hospital gritando de dor

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Da BBC

06/12/2018 17h28

Rachel Knappier disse que seus lábios incharam tanto que chegaram a tocar a ponta do nariz depois que ela fez um preenchimento labial.

Os lábios de uma mulher na Inglaterra incharam tanto que chegaram a tocar a ponta do seu nariz depois que ela fez um preenchimento labial numa "festa do Botox".

Na moda em alguns países, essas festas são organizadas para que os convidados possam fazer aplicações de preenchimento a preços reduzidos ou mesmo gratuitamente.

Rachael Knappier, da região de Leicestershire, disse que "gritou de dor" depois da aplicação por um esteticista, na casa de uma amiga.

Ela foi correndo para a emergência de um hospital público quando seus lábios incharam e depois buscou tratamento particular para resolver o problema.

A mulher de 29 anos faz um alerta para que ninguém faça um procedimento de preenchimento labial com uma pessoa que não tenha treinamento para isso.

Veja também

Depois de aplicar Botox na testa, Knappier disse que o esteticista notou uma bolinha no seu lábio, resultado de um acidente que teve aos 13 anos de idade.

"Essa bolinha é minha maior insegurança. Quando ele comentou sobre isso, fiquei vulnerável", disse ela.

Depois de voltar para casa, Knappier disse que se sentiu mal. Mais tarde, acordou sem conseguir sentir seus lábios.

"Eles estavam de um tamanho que eu nunca tinha visto", disse ela.

Knappier entrou em contato com uma esteticista no FaceTime, que, segundo ela, colocou a mão na boca, em choque.

"Ela me disse para botar gelo e tomar um anti-histamínico, mas meus lábios continuavam a inchar", disse ela.

"E depois ela só gritava 'vá para o hospital!'."

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

'Traumatizada'

No hospital, os médicos disseram a Knappier que eles não dissolveriam o preenchimento, apenas checariam se ela não corria risco de algum efeito mais grave.

Ela disse que vomitava e tremia e não saiu de casa por uma semana.

Depois de se consultar com uma enfermeira, foi a uma clínica em Londres onde eles dissolveram o preenchimento e, em 72 horas, seus lábios estavam normais de novo.

"Fiquei traumatizada, não desejo isso nem para os meus piores inimigos", diz ela.

Desde então, ela começou uma campanha para exigir que tratamentos estéticos sejam aplicados apenas por médicos, enfermeiros e dentistas.

Ela também acha que a indústria estética deveria ser mais regulada.

Marc Pacifico, um consultor de cirurgia plástica da Associação Britânica de Cirurgiões Plásticos de Estética, disse que o mercado de preenchimento estético "é um faroeste" no Reino Unido.

"Somos um dos poucos países que não consideram o preenchimento como uma questão de medicina. Já houve casos de cegueira. Está na hora de isso ser regulado."