menu
Topo

Relacionamentos

Supermercado britânico é acusado de sexismo por diferença de preço em cartão para Dia dos Namorados

BBC
Cartões "para maridos" estavam sendo vendidos por preço maior do que "para esposas" Imagem: BBC

11/02/2018 20h54

Uma rede de supermercados britânica foi acusada de sexismo após a revelação de que estava vendendo cartões destinados a maridos por um preço mais alto do que os endereçados às esposas.

O cartão do Dia de São Valentim (santo padroeiro dos apaixonados e comemorado na próxima quarta-feira, 14) com os dizeres "for my wife" ("para a minha esposa", em tradução livre) custava 2 libras (cerca de 9,10 reais).

Já o preço era ligeiramente maior, 2,50 libras (R$ 11,40) para o cartão com os dizeres "for my husband" ("para o meu marido", em tradução livre).

Leia também:

A reportagem da BBC viu os cartões à venda na cidade de Stoke-on-Trent, mas clientes afirmaram tê-los encontrado por toda a região central da Inglaterra.

A Sainsbury's, rede de supermercados envolvida na polêmica, se desculpou pelo ocorrido e prometeu vender os cartões pelo mesmo preço - 2 libras. O novo preço já está em vigor desde a última quinta-feira.

Consumidoras ouvidas pela BBC acusaram o estabelecimento de sexismo. Elas afirmaram ter ficado "chocadas" e disseram que a diferença de preço "não era justa".

Para uma delas, as mulheres estavam sendo "roubadas".

Panos Sousounis, professor de economia e finanças na Universidade de Keele, no Reino Unido, sugere que a diferença de preço poderia estar ligada a suposições sobre os hábitos de compra das mulheres.

"Os varejistas acreditam que as mulheres estão mais dispostas a gastar dinheiro com um cartão para o Dia dos Namorados", diz ele.

"Então, eles colocam o preço mais alto", acrescenta.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!