menu
Topo

Universa

Meghan Markle: quem é a atriz americana divorciada e feminista que fisgou o príncipe Harry

Getty Images
Meghan Markle Imagem: Getty Images

27/11/2017 10h15

Americana, divorciada, feminista e filha de mãe negra. Essas são algumas das características da atriz Meghan Markle, de 36 anos, que acaba de ficar noiva do príncipe Harry, de 33.

Um porta-voz da família real confirmou na manhã desta segunda (27) que o casal, que namora há um ano, se casará na primavera de 2018 no Hemisfério Norte (entre março e junho), em data a ser anunciada no "devido momento".

Veja também

O noivado aconteceu em Londres no início de novembro, mas só foi anunciado agora. Apenas a rainha Elizabeth e outros membros próximos da família ficaram sabendo.

Em um comunicado, o príncipe Charles disse que ele estava "feliz em anunciar" o noivado do filho e que havia recebido a bênção dos pais de Meghan.

O príncipe William e sua mulher, a duquesa Kate Middleton, felicitaram o casal: "Tem sido maravilhoso conhecer Meghan e ver o quão feliz ela e Harry são juntos".

Assim como aconteceu com Kate Middleton e com Diana, Meghan não ganhará oficialmente o título de princesa, pois não tem "sangue real".

Noiva pós-moderna

Meghan, que é formada em comunicação pela universidade americana de Northwestern, em Illinois, está no elenco da série americana Suits, agora produzida e exibida pela Netflix, que mostra a rotina em um importante escritório de advocacia em Nova York.

Ela também manteve por três anos um blog de estilo de vida chamado The Tig, dedicado a assuntos femininos, e se engajou em campanhas por igualdade de gênero. Em uma postagem, escreveu: "Nunca quis ser uma mulher que almoça; sempre quis ser uma mulher que trabalha".

A atriz vive em Toronto, no Canadá, mas nasceu e cresceu em Los Angeles, em um bairro conhecido como "a Beverly Hills negra".

Getty Images
Príncipe Harry e Meghan Markle Imagem: Getty Images

Filha do diretor de fotografia Thomas Markle e da assistente social e instrutora de ioga Doria Ragland, que tem origem afroamericana, a atriz já relatou ter sofrido racismo diversas vezes.

Quando o namoro com Harry foi anunciado, ela foi alvo de ataques racistas na internet. Na ocasião, um porta-voz da família real emitiu um comunicado dizendo que Harry estava preocupado com a segurança dela e no qual ele criticava a imprensa pela "onda de abuso e assédio".

Em um artigo para a revista Elle americana, Meghan disse como se orgulha de suas origens.

"Minha herança miscigenada, por um lado, já me colocou em uma zona cinzenta no que diz respeito à maneira como eu me identifico. Mas por outro, ter um pé em cada lado dessa cerca me fez abraçar isso. Para dizer quem eu sou e de onde vim. Para expressar meu orgulho de ser uma mulher miscigenada forte e confiante."

Divórcio e filantropia

Meghan, que também já participou das séries Fringe e CSI, se casou em 2011 com o produtor de cinema Trevor Engelson, com quem havia namorado por sete anos. O casal se separou após dois anos de união.

A atriz também é conhecida no Canadá por seu trabalho filantrópico. Ela é embaixadora da ONG de ajuda humanitária World Vision no país.

A agora noiva de Harry também já viajou a Ruanda, na África, para ajudar uma organização que tenta melhorar as condições de acesso a água potável.

Como o casal se conheceu

Harry e Meghan se conheceram em Londres, em julho de 2016, por meio de amigos em comum.

Um dos melhores amigos dela, o canadense Markus Anderson, foi quem os apresentou. Ele é diretor do clube privado Soho House, em Londres, que é frequentado pelo príncipe e pela elite inglesa.

Somente em outubro de 2016 o namoro dos dois foi revelado publicamente, em reportagem do jornal The Sunday Express.

Em novembro daquele ano, Harry confirmou o namoro por meio de um comunicado.

Na sequência, passaram o Natal juntos em Londres, onde foram flagrados comprando uma árvore de Natal, e depois viajaram para passar o Ano-Novo na Noruega.

Em março deste ano, Meghan acompanhou Harry no casamento de um amigo dele na Jamaica.

Em agosto, o casal viajou por três semanas pela África para celebrar o aniversário de 36 anos da americana.

'Louca por ele'

Meghan foi capa da revista americana Vanity Fair em outubro. A manchete: "Louca por Harry".

Em entrevista à publicação, ela revelou que o casal começou a namorar seis meses antes de tornarem pública a relação.

"Somos duas pessoas realmente felizes e apaixonadas", declarou. A atriz também afirmou que a história dos dois era só deles, e que isso a fazia especial. E disse "amar uma grande história de amor".

Ela também disse que não mudou nada em sua vida ou em sua personalidade por causa do namoro.

"Eu continuo a mesma pessoa, nunca definiria a mim mesma com base em uma relação."

Ligação com a realeza

Após esmiuçar a árvore genealógica da família de Meghan, um historiador australiano descobriu que um ancestral do pai da atriz teve sua decapitação ordenada por um parente de Harry, o rei britânico Henry 8º.

A história foi revelada pelo jornal The Sunday Telegraph.

O parente de Meghan, um rico proprietário de terras chamado Lord Hussey, inicialmente nomeado cavaleiro por sua lealdade ao rei, foi depois considerado traidor e teve sua decapitação ordenada.

Segundo o mesmo historiador, um ancestral da família da mãe da atriz foi escravizado.

Mais Universa