Topo

Universa

EBay terá de pagar R$ 100 mi ao grupo Louis Vuitton

AFP
O grupo acusou o site por permitir leilões online de produtos falsificados Imagem: AFP

30/06/2008 11h02

Um tribunal francês ordenou que o site de leilões eBay pague 40 milhões de euros (cerca de R$ 100 milhões) ao grupo Louis Vuitton Moët Hennessy por permitir leilões online de produtos falsificados de duas marcas do grupo e a venda ilegal de produtos legítimos de outras quatro.

O grupo LVMH alegou que o site francês do eBay não atuava o suficiente para impedir a venda de itens como bolsas falsificadas e perfumes. O processo contra o eBay foi iniciado em um tribunal comercial de Paris por seis marcas que pertencem ao grupo LVMH.

A marca de bolsas e malas Louis Vuitton Malletier e a Christian Dior Couture, de roupas, acusaram o eBay de "negligência" por permitir que cópias de seus produtos fossem vendidas nos leilões online.

Além disso, quatro marcas de perfume do grupo - Dior, Guerlain, Kenzo e Givenchy - processaram o site pelo que chamaram de "vendas ilícitas" de seus produtos legítimos, alegando que somente vendedores especializados têm permissão para comercializá-los.

De acordo com a decisão do tribunal , o eBay deve pagar 19,2 milhões de euros (cerca de R$ 48 milhões) à Louis Vuitton Malletier, 17,3 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões) para a Chistian Dior Couture e 3,25 milhões (cerca de R$ 7,6 milhões) para as marcas de perfume.

Depois que as multas foram anunciadas, o eBay disse que irá apelar da decisão. Segundo o correspondente da BBC em Paris Hugh Schofield, a punição pode obrigar o site a repensar seu modelo de negócios, baseado, até agora, na simples noção de colocar vendedores e compradores em contato, com uma supervisão mínima da empresa.

Há um mês, o eBay teve de pagar 20 mil euros (cerca de R$ 50 mil) para outra empresa francesa, a Hermès, por não evitar leilões online de produtos falsificados da marca.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa