Universa

Japonês é punido por acessar sites pornô 780 mil vezes no trabalho

02/05/2008 12h00

Um funcionário público foi rebaixado no Japão após uma investigação ter revelado que ele acessou, no trabalho, sites pornográficos 780 mil vezes no espaço de nove meses. Seus hábitos foram descobertos depois que seu computador foi infectado por um vírus.

O homem, de 57 anos, teve a identidade preservada. Ele trabalha para um conselho municipal da cidade de Kinokawa, no sul do Japão. O funcionário não perdeu o trabalho, mas foi rebaixado de cargo e terá um corte em seu salário ao equivalente a R$ 315 por mês.

A investigação revelou que, apesar de ir todos os dias ao escritório, o funcionário não era muito produtivo. Seu mania chegou ao extremo em julho do ano passado quando ele surfou em sites pornográficos mais de 177 mil vezes. Isso é o equivalente a quase 10 mil cliques por dia ou a mais de 20 por minuto.

Uma autoridade do conselho municipal disse que ninguém havia percebido a mania obsessiva do funcionário porque sua mesa fica separada da dos demais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa

Topo