Universa

Lixo provoca fechamento de tradicional restaurante em Nápoles

Guilherme Aquino

De Milão para a BBC Brasil

11/03/2008 12h20

O tradicional restaurante Caruso, situado no Grand Hotel Vesúvio, em Nápoles, fechou as portas neste fim de semana, depois que a crise gerada pelo problema do acúmulo de lixo nas ruas da cidade espantou os turistas.

Apesar da localização privilegiada, com vista panorâmica da Baía de Nápoles, nos últimos meses, o restaurante atendia menos de dez clientes por dia, em média, apesar de ter capacidade para mais de 160 pessoas.

"Os clientes me telefonam perguntando se tem lixo na rua", disse à BBC Brasil a diretora do hotel, Maria Claudia Cardinale. "Eu digo que no centro histórico as ruas e calçadas estão limpas."

"Aqui, não vemos ratos correndo e nem sentimos o cheiro do lixo", acrescentou. "Mas sei que o problema é grave fora do centro da cidade."

"Foi uma decisão dolorida", contou Maria Claudia. "Mas não podíamos continuar a atender apenas duas pessoas."

O Hotel Vesúvio tem hoje apenas a metade da ocupação dos quartos que tinha no ano passado, no mesmo período. A situação se repete em toda a rede hoteleira da cidade.

As reservas caíram em 40% para o feriado de Páscoa e para as férias de verão, em agosto, como conseqüência da crise do lixo em Nápoles.

Tempos áureos
O último jantar do restaurante Caruso teve a presença de 70 pessoas, das quais 40 pertenciam a um único grupo que decidiu antecipar a reserva ao saber do iminente fechamento.

Nos tempos áureos, o ambiente requintado do restaurante, inaugurado em 1990, era disputado por presidentes, reis e artistas, como Bill Clinton, Juan Carlos de Borbón, Tom Cruise e Luciano Pavarotti. Sofia Loren tinha sempre uma mesa reservada.

Agora, o terraço no alto do hotel vai ser usado apenas para eventos especiais. O serviço de restaurante foi transferido para uma sala no primeiro andar do prédio, com apenas 20 mesas.

A diretora do hotel espera que o problema do lixo em Nápoles seja resolvido em breve e que o Caruso possa voltar a receber seus ilustres clientes.

"O fechamento do Caruso é temporário, mas não posso dizer por quanto tempo", disse Maria Claudia. "Isso não depende de nós."

"Recebemos mensagens de solidariedade de todo o mundo, mas a minha vai para os pequenos negociantes que também estão sofrendo e fechando as portas no anonimato", acrescentou.

Milhares de toneladas de lixo se acumularam nas ruas de Nápoles no início do ano, porque os lixeiros estavam em greve e os depósitos da cidade haviam alcançado o limite máximo.

Segundo especialistas, a origem do problema é que a máfia napolitana transformou o lixo em um negócio altamente lucrativo.

A Camorra sabotou todas as tentativas de construção de incineradores mais modernos e deixou a região totalmente dependente de depósitos de lixo, o que gerou uma crise que ainda não foi solucionada pelas autoridades italianas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa

Topo