Topo

Universa


Universa

Governo quer proibir 'fast food' perto de escolas britânicas, diz jornal

2008-01-21T12:34:00

21/01/2008 12h34

O governo britânico planeja proibir que novos pontos de venda de fast-food se instalem perto de escolas do país, como parte de um plano nacional para reduzir a obesidade.

O plano, revelado na edição deste domingo do semanário britânico The Observer, deve ser anunciado na quarta-feira e visa a limitar o número de pontos de venda de hambúrgueres e outras comidas pouco saudáveis no país, principalmente nas proximidades de escolas e parques.

No entanto, segundo o jornal britânico, a idéia foi ridicularizada no sábado por representantes da Associação dos Governos Locais - que, neste plano, seriam responsáveis pela implementação da proibição.

"Nenhuma administração regional usou esse poder (de não autorizar a instalação de novas lojas de fast-food), porque não há qualquer evidência de que isso faria a mínima diferença para a obesidade", disse um porta-voz do grupo ao Observer.

Ainda de acordo com o semanário, a ministra das Comunidades, Hazel Blears, deve escrever a todas as administrações regionais do país pedindo que elas lancem mão do seu poder para implementar o plano.

O plano contra a obesidade na Grã-Bretanha inclui também o lançamento de "centros de saúde" - locais em que andar a pé e de bicicleta vão ter prioridade, além de iniciativas para promover dietas saudáveis e o uso de espaços públicos.

De acordo com o jornal britânico, a iniciativa é baseada em um programa francês semelhante, o Epode.

Mais Universa