Topo

Universa

Naomi Campbell entrevista Chávez para revista masculina britânica

Reuters
Naomi Campbell tornou-se repórter política para a "GQ"; na foto, a modelo em Cuba Imagem: Reuters

07/01/2008 12h06

A top model britânica Naomi Campbell, de 37 anos, vem descobrindo uma nova vocação, como entrevistadora. Para a próxima edição da revista masculina GQ, ela entrevistou o presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Campbell já havia entrevistado antes o piloto de Fórmula-1 Lewis Hamilton e agora vem tentando, para as próximas edições, contatos com os presidentes da França, Nicolás Sarkozy, e de Cuba, Fidel Castro.

A entrevista com Chávez foi realizada durante uma visita à Venezuela em outubro, quando ela também aproveitou para pedir ao presidente uma doação à Fundação Nelson Mandela.

Durante a entrevista, a modelo questionou Chávez sobre suas relações com Cuba e suas disputas com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, a quem o venezuelano acusou de planejar matá-lo, segundo o relato publicado pelo diário The Independent.

Defesa

O venezuelano também teria aproveitado a entrevista para defender seu governo das acusações de autoritarismo e violação aos direitos humanos.

Chávez argumentou que não há prisioneiros políticos no país nem execuções extra-judiciais e que não há, em sua opinião, nenhum país no mundo com mais liberdade de expressão do que a Venezuela.

A modelo também teria perguntado, segundo outro jornal, o Guardian, se Chávez admitiria alguma vez ser fotografado sem camisa, seguindo o exemplo do presidente da Rússia, Vladimir Putin. Chávez teria então respondido: "Por que não? Quer tocar meus músculos?"

No texto de apresentação da entrevista, Campbell diz que queria encontrar Chávez, a quem chamou de "anjo rebelde", para saber se era verdade o que ouviu dizer sobre ele ser "um presidente do povo".

"Eu não queria julgar nem investigar suas opiniões políticas, apesar de ele tê-las dado livremente", disse a modelo. "Eu simplesmente queria entrevistar Hugo, o homem."

Em entrevista ao Guardian, o editor da GQ, Dylan Jones, disse que foi "bastante fácil organizar a entrevista", já que Chávez "naturalmente queria encontrar Naomi".

"Quer dizer, quem é que não quer encontrar a Naomi? Mesmo ditadores socialistas têm um interesse em lindas supermodelos", afirmou Jones.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa