Universa

Amamentação não aumenta flacidez dos seios, diz estudo

BBC
Aleitamento materno é indicado nos primeiros seis meses de vida Imagem: BBC

07/11/2007 13h14

Uma pesquisa da Universidade do Kentucky, Estados Unidos, diz que a amamentação não aumenta a flacidez dos seios.

Entre os principais fatores causadores da flacidez, segundo os médicos, estariam a idade, o número de gestações e o fumo.

Os cientistas conduziram a pesquisa com mulheres que se submeterem a cirurgias plásticas no hospital da universidade e descobriram que outros fatores são responsáveis pela flacidez, incluindo o tabagismo.

"Muitas vezes, se uma mulher aparece (no hospital) pedindo cirurgia para levantar ou aumentar os seios, ela diz: 'Quero consertar o que a amamentação fez com meus seios'", disse o autor do estudo, o cirurgião plástico Brian Rinker.

O médico apresentou os resultados de seu estudo esta semana na conferência da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos em Baltimore.

Entrevistas

Rinker e sua equipe entrevistaram 132 mulheres que foram até o hospital da universidade para uma cirurgia plástica nos seios entre 1998 e 2006.

Em média, as mulheres tinham 39 anos e 93% delas já tinham passado por pelo menos uma gravidez. A maioria das mães, 58%, tinha amamentado pelo menos um filho.

A equipe de pesquisa também avaliou o histórico médico da paciente, índice de massa corporal, tamanho do sutiã usado antes da gravidez e se a paciente fumava.

Os resultados não mostraram diferença no grau de flacidez dos seios entre as mulheres que amamentaram e as que não amamentaram.

Mas os pesquisadores descobriram que outros fatores afetavam a firmeza dos seios, incluindo idade, número de gestações e se a paciente fumava ou não.

Rinker afirma que o fumo pode gerar um efeito decisivo para a flacidez.

"O fumo quebra uma proteína da pele chamada elastina, que dá à pele uma aparência jovem e flexível e dá apoio aos seios... então faz sentido o fato de que (o fumo) tenha um efeito adverso nos seios", disse.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa

Topo