Direitos da mulher

Nos EUA, juiz é afastado do cargo por dar pena baixa a estuprador

iStock
Caso aconteceu na Califórnia, nos Estados Unidos Imagem: iStock

Da ANSA, em Washington

07/06/2018 10h53

O juiz Aaron Persky, criticado pela baixa pena que impôs a um ex-aluno da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, condenado por abuso sexual, foi afastado nesta quarta-feira (6) do cargo por eleitores do condado de Santa Mônica, na Califórnia.   

Persky ocupou o cargo por 15 anos e essa é a primeira vez em oito décadas que um juiz é afastado no país.   

Veja também: 


O juiz foi muito contestado pela forma com a qual conduziu o julgamento do ex-aluno Brock Turner, que assediou sexualmente, em 2015, uma jovem inconsciente no campus da universidade. O julgamento chamou a atenção do país devido aos fortes relatos da vítima.   

Turner, que era do time de natação da instituição, foi considerado culpado por três crimes e pegou uma pena de seis meses de prisão. Pela lei, ele poderia ter sido condenado a 14 anos. A sentença foi duramente criticada por ativistas, que acharam ela muito baixa.   

Na época, Persky afirmou que, se desse uma pena mais rígida ao ex-atleta, poderia "afetá-lo seriamente".   

Para piorar a situação de Persky, o ex-aluno foi libertado após cumprir três meses da pena, fato que causou mais revolta e aumentou a pressão sobre o juiz, que foi acusado de "tomar partido" a favor de Turner.   

Uma petição online para retirar Persky do cargo foi criada pela professora de direito de Stanford, Michelle Dauber, que ganhou milhares de apoiadores, inclusive de políticos e celebridades norte-americanas.   

"Estamos vivendo um momento histórico, no qual mulheres de todos os setores da sociedade se levantam para dizer ?basta'", disse Dauber.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
EFE
Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
AFP
BBC
BBC
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
EFE
EFE
BBC
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Topo