Direitos da mulher

Boca de urna aponta vitória pró-aborto na Irlanda

Getty Images
68% dos eleitores aprovaram lei que permite aborto Imagem: Getty Images

Da Universa

25/05/2018 21h02

DUBLIN, 25 MAI (ANSA) - Uma pesquisa de boca de urna aponta uma vitória do "sim" no referendo para flexibilizar a legislação de aborto na Irlanda.   

Veja também:

De acordo com a sondagem, divulgada pelo jornal "Irish Times", 68% dos eleitores aprovaram a revogação do artigo 8 da Constituição, que veta às mulheres a possibilidade de interromper a gravidez, a não ser em circunstâncias excepcionais, como de risco à vida da mãe.   

A apuração dos votos será realizada neste sábado (26), e o resultado da consulta popular deve ser divulgado à tarde ou à noite. O entusiasmo dominou os grupos pró-aborto durante todo o dia. Algumas pessoas foram até os aeroportos do país para dar as "boas-vindas" aos milhares de cidadãos que retornaram do exterior para votar.   

Em Dublin, manifestantes levantaram uma faixa com a frase: "Obrigado por fazer essa viagem para que outras mulheres não tenham de fazê-la". A legislação de aborto na Irlanda é uma das mais rígidas da União Europeia e data de 1983, estabelecendo que as autoridades protejam igualmente a vida da mãe e do feto, desde o momento da concepção.   

O primeiro-ministro Leo Varadkar, gay declarado, liberal e filho de pai indiano, apoia a flexibilização das normas, mas o tema ainda suscita muitas divisões, principalmente entre áreas urbanas, mais secularizadas, e rurais, ainda profundamente católicas.   

Atualmente, muitas mulheres viajam ao vizinho Reino Unido quando decidem abortar, prática que não é permitida na Irlanda nem mesmo em casos de estupro, incesto ou malformação do feto.   

(ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Bloomberg
AFP
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
DW
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
EFE
Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
AFP
ANSA
BBC
BBC
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Topo