menu
Topo

Universa

Britânico é processado por incitar ataque ao príncipe George

Getty Images
Príncipe George Imagem: Getty Images

da ANSA, em Londres

24/05/2018 09h30

O britânico muçulmano e suposto membro do grupo extremista Estado Islâmico Husnain Rashid, de 32 anos, está sendo processado no Reino Unido por encorajar ataques ao príncipe George.   

Por meio das redes sociais e do canal "Lone Mujahid", Rashid inspirava "lobos solitários" jihadistas a agirem contra o filho do príncipe William e da duquesa de Cambridge, Kate Middleton.  

Veja também

Em um dos canais, o homem se comunicava com Omar Ali Hussein, terrorista sírio.   

Dentre as sugestões, o homem indicava envenenar sorvetes ou atacar o príncipe, na época com quatro anos, na saída da escola que ele frequenta em Battersea, zona sul de Londres.

O britânico, ex-professor de uma escola islâmica, responderá a seis acusações, como incitação ao terrorismo e planejar ataques à Parada de Halloween em Nova York e a ferrovias na Austrália.

Outra acusação diz respeito à postagem de uma foto de George, terceiro na linha de sucessão do trono britânico, perto de onde ele estuda, com a sombra de um jihadista ao fundo e uma legenda que dizia: "Nem a família real será deixada sozinha".

Mais Universa